Região

Apucarana imuniza mais de 36 mil pessoas contra a rubéola

Da Redação ·

O Departamento de Vigilância Epidemiológica da Autarquia Municipal de Saúde (AMS) de Apucarana apresentou, na última semana, os dados finais da Campanha Nacional de Vacinação contra a Rubéola. Realizada de 09 de agosto de 2008 a 09 de janeiro de 2009, a campanha atingiu 93,93% da população com idade entre 20 a 39 anos. Segundo o Diretor Superintendente da AMS, Dr. Ribamar Leonildo Maroneze, foram vacinadas 36.617 pessoas, que corresponde a 93,93%.

continua após publicidade

Vacinamos 11.046 mulheres com idade entre 20 a 29 anos e 8.361 mulheres com idade entre 30 a 39 anos. Já nos homens, com a faixa etária entre 20 e 29 anos, o número foi é de 9.933 e na faixa etária de 30 a 39 anos, 7.277, detalha Dr. Ribamar.

A meta estipulada pelo Ministério é a vacinação de 95% da população. Assim como Apucarana muitos municípios, não atingiram a meta. Em Londrina até o dia 18 de dezembro foram imunizados 81,72% da população. Por isso recomendamos à população que continuem procurando as Unidades Básicas de Saúde. A vacinação é um importante ato de respeito à vida, afirma Ribamar.

continua após publicidade

 Ele destaca que a campanha foi intensificada, principalmente em dezembro durante o horário especial do comércio com postos volantes. Fizemos uma campanha de conscientização, mas muitas pessoas ainda resistiram e não tomaram a vacina.As vacinas, durante a campanha, foram feitas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e na Central de Vacinas Vitório Longo.

 Mesmo com o término da campanha vamos continuar disponibilizando as vacinas para a população apucaranense. Elas podem ser encontradas de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, nas UBS. Também estaremos disponibilizando as vacinas contra o sarampo, caxumba e febre amarela, explica o enfermeiro Jonas Batista de Campos, chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica.

Todas as vacinas são gratuitas, basta apresentar a carteirinha de vacinação. No Paraná, em 2008, foram registrados 14 casos de rubéola. Pedimos que a população não deixe de procurar as UBS e receberem a imunização. A rubéola quando acomete um adulto apresenta um quadro mais grave, como também há o risco de esse adulto não vacinado adquirir a doença e passá-la a uma gestante, com risco de desenvolver a síndrome da rubéola congênita, ou seja, a criança nasce com cegueira, surdez, mal formações cardíacas e retardo mental, alerta Campos.

continua após publicidade

Maiores informações (43) 3422 5888 - ramal 225.

Sintomas - Os sintomas da rubéola aparecem sob a forma de manchas vermelhas no rosto, que se espalham pelo corpo e coçam; um pouco de catarro; gânglios doloridos atrás das orelhas; dores nas juntas das mãos e outras.

Estes sintomas são inespecíficos, ou seja, eles podem ser confundidos com os sintomas de uma série de outras doenças, tais como gripe, sarampo, escarlatina e dengue. Por isso, o diagnóstico definitivo da rubéola é feito através de um exame de sangue.

continua após publicidade

As informações são da assessoria de imprensa da prefeitura