Região

Paraná reivindica recursos para reduzir efeitos da estiagem

Da Redação ·
A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná está empenhada em adotar medidas para reduzir os prejuízos causados pela estiagem no Estado. Na quarta-feira (21), o secretário da Agricultura em exercício, Herlon de Almedia, esteve em Brasília acompanhado do diretor superintendente da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), José Roberto Ricken para tratar da liberação de recursos para as cooperativas no ministério da Fazenda.
continua após publicidade
A reunião, agendada pela Secretaria, contou com a presença do presidente da Organização das Cooperativas do Brasil, Marcio Lopes de Freitas. O setor cooperativista está solicitando a liberação de R$ 2 bilhões em recursos para reforçar o capital de giro das cooperativas. A comitiva foi recebida por Gilson Bittencourt, secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, responsável pela área de Agricultura no ministério. Segundo Almeida, o técnico já encaminhou o pedido para ser submetido ao crivo do Conselho Monetário Nacional (CMN).
continua após publicidade
Para Almeida, essa medida é muito importante no Paraná porque irá ajudar as cooperativas enfrentarem o período de comercialização da safra de verão que está iniciando. Mais capitalizadas, as cooperativas terão condições de atender o produtor na hora de vender a produção, principalmente agora que os preços dos grãos reagiram no mercado, disse o secretário em exercício. Para o superintendente da Ocepar, José Roberto Ricken, o resultado do encontro em Brasília foi positivo pois nós percebemos a preocupação do governo em viabilizar os meios que promovam maior liquidez da safra e a disposição em implementar medidas de estímulo aos agricultores. Conforme levantamento do Departamento de Economia Rural (Deral), as perdas provocadas pela seca estão estimadas em 5,06 milhões de toneladas, com redução de 23,4% nas safras de soja, milho e feijão. Outra medida adotada pela Seab para minimizar as perdas é agilizar as vistorias de Proagro e Seguro Rural. A Emater já colocou 100 técnicos em campo para fazer as vistorias.