Região

Lei vai combater poluição visual provocada por ferro-velhos

Da Redação ·

Proprietários de ferro-velhos e de terrenos utilizados para receber sucatas devem se enquadrar a uma lei complementar que padroniza os lotes em Maringá. A partir de agora os locais onde estão instalados os ferros velhos devem ser fechados em todos os lados com muro de 2,5 metros.    

continua após publicidade

De acordo com o secretário de Controle Urbano e Obras Públicas, Walter Progiante, a alteração na estrutura física desses terrenos pretende diminuir a poluição visual da cidade. A maioria destes lotes tem apenas tela como proteção, deixando o material totalmente exposto. Seguindo os conceitos de urbanismo vamos adequar esses locais e evitar essa poluição visual, afirmou.   

 Fiscais da Prefeitura já estão visitando os terrenos e alertando os proprietários sobre a nova característica que os lotes devem adotar. Os proprietários após notificados pelos fiscais têm até três meses para se enquadrarem na nova legislação.

continua após publicidade

Preocupação com a dengue    

Além da preocupação com a poluição visual a administração municipal tem visitado os lotes de ferros-velhos e sucatas quinzenalmente para vistoriar o armazenamento dos materiais. A visita é feita por agentes da Vigilância Sanitária que verificam se há focos de mosquito da dengue nestes locais.    

O supervisor geral da Vigilância Ambiental, Arnaldo Lima Costa, explica que esses lotes são considerados pontos estratégicos e merecem mais atenção por parte da Secretaria da Saúde. Temos 141 pontos estratégicos no município e seguimos à risca as exigências do Ministério da Saúde visitando esses pontos a cada quinze dias e eliminando os focos do mosquito Aedes aegypti.