Região

Filho é preso por agredir a mãe em Apucarana

Da Redação ·

O delegado adjunto da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, Luiz Carlos Mânica, relatou nesta quinta-feira (08) que autuou em flagrante Leonardo Sílvio Thomal, de 30 anos, com base na Lei Maria da Penha (violência doméstica).

continua após publicidade

Policiais militares prenderam Leonardo em residência na Rua Lapa, na área central de Apucarana, após denúncia de que ele teria agredido a própria mãe.

Vizinhos nos relataram que não é a primeira vez que isso acontece e apuramos ainda que o detido apresenta indícios de ser dependente químico. Como no caso houve emprego de violência, autuamos o Leonardo em flagrante com base no artigo 129 (parágrafo sexto) do Código Penal Brasileiro, que tipifica o crime de lesão corporal, explicou o delegado Mânica.

continua após publicidade

A mãe do detido prestou depoimento na 17ª SDP e revelou que ainda no último domingo Leonardo arrancou a mangueira do botijão de gás de cozinha para cheirar o produto. Ela acrescentou que o filho chegou a levar o botijão para quarto e a casa ficou infestada com o cheiro de GLP.

Quando a mãe foi reclamar com o filho, ele a empurrou e depois desferiu bofetões em seu rosto. Nesse caso, é importante lembrar que a Delegacia não é local para tratamento psiquiátrico, mas para preservar a integridade da mãe, vamos manter o Leonardo detido se ele não pager a fiança, pois faltam vagas nos hospitais psiquiátricos, assinalou Mânica.

Policiais civis acrescentaram que esse tipo de infração penal é passível de fiança, que foi arbitrada em R$ 250, mas o filho acusado de bater na mãe continua preso porque não tem dinheiro para pagá-la.