Região

Autarquia de Saúde define estratégia de vacinação

Da Redação ·
 A vacina é segura para todos, não oferecendo risco algum.
fonte: Google - imagem ilustrativa
A vacina é segura para todos, não oferecendo risco algum.

Tem início no dia 25 de abril (segunda-feira próxima), a 13ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza do Sistema Único de Saúde (SUS). Com o tema “Vacinação para quem precisa de proteção. Um direito seu assegurado pelo SUS”, a meta é imunizar 80% do público alvo definido pelo Ministério da Saúde (MS), nesta campanha. Em 2011 a população coberta são os idosos (acima de 60 anos) e populações indígenas, atendidos desde 1999, também serão imunizadas crianças entre seis meses e menores de dois anos e gestantes (em qualquer período gestacional). A vacina trivalente disponibilizada protege contra os principais vírus que circula no hemisfério sul, entre eles o da Influenza A (H1N1), H3N2 (gripe sazonal) e sazonal A.

continua após publicidade

“Assim como determina a campanha nacional, estaremos disponibilizando a vacina para o público alvo determinado pelo MS até o dia 13 de maio. Em Apucarana, daremos início no dia 25 de abril, às 13 horas, em Unidades Básicas de Saúde (UBS) com sala de vacina. De segunda a sexta-feira, as vacinas serão feitas das 08 às 16h30. No dia D (um sábado - 30/04), além das UBS estarem abertas o dia todo atendendo a população beneficiada com a vacina, também estaremos atendendo na sede da Autarquia Municipal de Saúde, das 08 às 17 horas”, explica Gelcy Marchini, coordenadora do departamento Municipal de Vigilância Epidemiológica que acompanhada da secretária de Saúde, Claudia Romagnoli e da diretora geral da AMS, Maria Neusa Sousa de Oliveira, repassou as informações a imprensa local.

continua após publicidade

Documentação
Gelcy lembra que para tomar a vacina, os idosos e gestantes deverão apresentar um documento com foto. “Pode ser carteira de motorista ou RG. Já para as crianças, as mamães deverão apresentar a carteira de vacinação. Elas irão tomar duas doses. Pedimos essa documentação para que possamos cumprir a nossa meta de imunização. Desde 2009 fazemos uma campanha ética, justa e correta e vamos continuar seguindo essa linha. O público priorizado pelo MS não ficará sem a sua vacina”, reforça.

Quem será vacinado
O público alvo desta campanha foi definido pela Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações, com base em estudos epidemiológicos e observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente o vírus da influenza. “Os estudos mostram que a população escolhida é a mais suscetível a internações por pneumonia, decorrente de gripes mal curadas ou agravamento de doenças crônicas já existentes. Neste caso a principal forma de prevenção é a vacinação”, explica a enfermeira. “Então serão vacinados a população de 60 anos ou mais, indígenas (acima de 6 meses de vida), crianças com idade entre seis meses e menores de dois anos e gestantes”, completa.

continua após publicidade

Os demais grupos, pessoas com doenças crônicas pré-existentes, cardiopatas, hipertensos, diabéticos, entre outras, poderão pedir ao seu médico que preencha um formulário, assinado e datado, explicando o porquê é necessário que o paciente receba a vacina. “Esse formulário pode ser entregue na coordenação da Vigilância Epidemiológica da Autarquia Municipal de Saúde. Encaminharemos para Curitiba, na sede da Secretaria de Estado da Saúde. Lá uma comissão técnica irá avaliar a solicitação e dar o parecer favorável ou não para a disponibilidade da vacina. Se for um parecer favorável à vacina será disponibilizada após o termino da campanha, em 13 de maio. Reafirmamos que, mesmo com parecer favorável, a vacina não será feita durante a campanha”, detalha Gelcy Marchini.

Contraindicações
A vacina é segura para todos, não oferecendo risco algum. A maioria das reações adversas é leve, como dor e sensibilidade no local da injeção.

continua após publicidade

Não deve tomar a vacina quem tem alergia à proteína do ovo. Pessoas com deficiência na produção de anticorpos, seja por problemas genéticos, imunodeficiência ou terapia imunossupressora, devem consultar o médico primeiro.

Serviço
Vacinação contra a Gripe
Início: 25 de abril, às 13 horas, em Unidades Básicas de Saúde (com sala de vacina)

continua após publicidade

Dia D: 30 de abril, das 08 às 17 horas, nas Unidades Básicas de Saúde e na sede da Autarquia Municipal de Saúde.

Vacinação diária: Nas Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 08 às 16h30.

Término: 13 de maio (uma sexta-feira)

UBS com salas de vacina
Central de Vacina – atrás do Lagoão
UBS Ana Maria Peppato – Jardim Trabalhista
UBS Antônio Sacchelli – Jardim Colonial
UBS Padre Dominic Camileri – Caixa de São Pedro
UBS CSU – Parque Bela Vista
UBS Correia de Freitas
UBS Maria do Café – Jardim Ponta Grossa
UBS Eros Pacheco – Núcleo Afonso Camargo
UBS Miyoje Kogure – Jardim Aclimação
UBS Joaquim Trizotti – Núcleo Adriano Correa
UBS Leopoldo Hartwig Júnior – Vila Nova
UBS Mercedes Silva Moreno – Vila Regina
UBS Osvaldo Damin – Lago Jaboti
UBS Marcos Mascaro – Parigot de Souza
UBS Pedro Barreto – Vila Reis
UBS Raul Castilho Núcleo João Paulo
UBS Takaiti Miyadi – Núcleo Dom Romeu Alberti
UBS Walter Lazarini – Distrito de Pirapó
UBS João Mariotto – Vila Formosa
UBS Júlia Renckosviski – Marcos Freire
UBS Ivo Lenartovicz – Jardim América
UBS Valdecir de Paula – Jardim das Flores
UBS Orestes Marquito – Jardim Marissol
UBS Fouad Salomão – Bairro 28 de Janeiro