Região

Ex-marido da professora assassinada em Almirante Tamandaré se apresenta à Polícia

Da Redação ·

A polícia prendeu na tarde desta segunda-feira (15) Daniel Ângelo da Silva, 46 anos, ex-marido da professora Sílvia Regina da Silva, assassinada na última quinta-feira (11) no pátio da escola em que dava aula, em Almirante Tamandaré.

continua após publicidade

Daniel foi detido quando foi até a delegacia para se apresentar à polícia, que já tinha um mandado de prisão temporário expedido pela juíza Inês Marchalek Zapelon, da comarca do município.Segundo o delegado de Almirante Tamandaré, Carlos Mastronardi, Daniel negou que seja o autor ou o mandante do assassinato da ex-mulher.

 "Ele diz que nunca ameaçou Sílvia e que desconhece o motivo do crime", afirma o delegado Mastronardi.Daniel não possui antecedentes criminais, apenas um boletim de ocorrência registrado pela própria Sílvia acusando-o de agressão. Sobre isso, o ex-marido teria dito que não passou de uma discussão devido a um documento.

continua após publicidade

O suspeito confirmou que estava separado de Sílvia e disse à polícia que sequer conversava com a mulher. De acordo com seu depoimento, a comunicação entre eles era feita pelos filhos. A polícia continua investigando o caso e irá manter Daniel preso em caráter temporário.

O ex-marido da professora foi considerado o principal suspeito de ter assassinado Sílvia depois da Polícia Civil colher informações de que ele não aceitava a separação, o que teria ocasionado o crime.CRIME - A professora Sílvia Regina da Silva, de 44 anos, foi morta por volta das 11h30 da última quinta-feira (11), dentro da escola onde trabalhava no município de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba. Informações dão conta de que dois homens em uma moto azul teriam chegado na escola e um deles teria descido e atirado em Sílvia. A professora foi atingida por cinco tiros e morreu na hora.