Região

Mãe abandona recém-nascida e foge

Da Redação ·
Bebê foi abandonado pela mãe logo após alta do hospital, onde criança está abrigada provisoriamente
fonte: Arquivo TN
Bebê foi abandonado pela mãe logo após alta do hospital, onde criança está abrigada provisoriamente

Mais um recém-nascido foi abandonado em Apucarana. A menina foi deixada por sua mãe, após alta hospitalar na sexta-feira (08) com uma mulher em um ponto de ônibus na rua Ponta Grossa.

continua após publicidade


A Polícia Civil instaurou inquérito e tenta localizar a mulher, que já foi identificada. Ela tem cadastro de atendimento no Hospital da Providência, devido ao seu primeiro parto há dois anos. A criança estava acompanhando a mãe no hospital.


Ontem, seu paradeiro era desconhecido. De acordo com as informações do Hospital da Providência, a mulher deu à luz na quinta-feira (7) e logo depois de sair do hospital teria seguida abandonado o bebê com uma desconhecida.

continua após publicidade


Ela teria pedido para a mulher cuidar um pouco, que ela precisava ir a uma loja. Como a mãe não voltou, a mulher acionou a Polícia Militar. O Conselho Tutelar também entrou no caso e a criança foi levada de volta ao hospital, onde permanecia ontem ”Ela está muito bem, só está conosco até que o Judiciário decida pela questão do abrigamento”, conta a assistente social do Hospital da Providência, Suselaine Carrascoso.


Segundo o promotor da Vara da Infância e Adolescência de Apucarana, Gustavo Marcel Fernandes Marinho, a criança deve ser encaminhada ao Lar Sagrada Família.


O bebê é o segundo abandonado no município em três meses. Em 5 de fevereiro, um menino foi deixado pela mãe, em frente ao Lar Sagrada Família, depois de um parto em casa. A criança foi colocada em poder da avó materna há cerca de 30 dias. Ela manifestou o desejo de criar o neto.

continua após publicidade


“Foi constatado que a avó teria condições de cuidar da criança, até porque ela cuida de outros netos, que estão na escola, saudáveis. Ela está há muitos anos no mesmo emprego e quis ficar com ele”, explicou o promotor público.


A mulher que abandonou o bebê sexta-feira também não fez o pré-natal. Não procurou acompanhamento gestacional. O comportamento é idêntico às gestantes que pensam em doar o filho.


“São as que escondem mesmo a gravidez. Agora com as que vem dizendo que vão doar após o nascimento conversamos muito para que ela mesma tenha certeza”, explica a a diretora da Escola da Gestante de Apucarana, Maria Aparecida Moreira Neves.