Região

Assentamento Dorcelina Folador é sede do Encontro de Agroecologia

Da Redação ·

Foi realizado no último sábado (29) o encerramento do Encontro de Agroecologia no Assentamento Dorcelina Folador, em Arapongas. As atividades começaram na quinta-feira (27) e foram realizadas a partir da parceira entre a Prefeitura, Emater, Incra e Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab). A solenidade de teve início com a apresentação de uma mística sobre a luta pela reforma agrária. O evento contou com a presença de representantes de famílias assentadas de toda a região; do vice-prefeito Jair Milani; do deputado estadual Waldyr Pugliesi; dos secretários de Estado, Gilberto Martins (Saúde) e Valter Bianchini (Agricultura e Abastecimento); do presidente estadual da Emater, Arnaldo Bandeira; além de representantes de Londrina e Apucarana.

continua após publicidade

O vice-prefeito de Arapongas, Jair Milani, reiterou o apoio do município nas questões referentes ao desenvolvimento da agropecuária. Já o deputado estadual Waldyr Pugliesi reforçou em seu discurso a importância da luta dos trabalhadores rurais para o desenvolvimento agrário. O secretário da Seab, Valter Bianchini, frisou que um dos principais pontos de referência para o auxílio na elaboração de novas fontes de renda para as famílias assentadas é o futuro, que, para Bianchini, está nas mãos das crianças.

PROJETOS - Na ocasião, conforme o secretário municipal de Agricultura, Luiz Gonzaga Pereira, também foi inaugurado simbolicamente a Unidade Demonstrativa do projeto Leite Orgânico, que gerou investimentos de R$ 200 mil, sendo 20% de contrapartida da Prefeitura de Arapongas e 80% do Ministério do Desenvolvimento Agrário. A unidade conta com a aquisição de 50 novilhas da raça Jersey, máquinas resfriadoras, ordenhadoras e sala para ordenha.

continua após publicidade

Além disso, foi viabilizado o preparo do solo para sementes e mudas de pastagem e adquiridos aparelhos de TV, DVD e gravador de CD para auxiliar as famílias no aprendizado de novas técnicas. Gonzaga destaca ainda que 12 famílias estão cultivando cana-de-açúcar para que o engenho para a produção de açúcar mascavo, que também se enquadra nos projetos realizados no Assentamento Dorcelina Folador, possa funcionar.