Região

Temporal provoca estragos na região

Da Redação ·

Embora não tenha durado nem meia hora, o temporal que atingiu a região na manhã de ontem provocou estragos, principalmente na rede elétrica. Segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel), mais de 15,8 mil domicílios ficaram sem luz em Apucarana, São Pedro do Ivaí, Califórnia e Cândido de Abreu. A situação, provocada por uma descarga atmosférica, foi normalizada em pouco mais de 20 minutos.

continua após publicidade

Não bastasse a queda de energia em 6.655 pontos, em Apucarana, a chuva ainda mobilizou equipes da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros para conter alagamentos em pelo menos nove casas. As ocorrências foram registradas nos núcleos João Paulo, Mathias Hoffmann, Dom Romeu, jardins Marissol, América e Ponta Grossa, além de no Loteamento Norte do Paraná. No Parque Industrial Norte, um muro chegou a cair. “Parte da Rua Clotário Portugal ficou alagada. Mas, o pior dos casos foi na Rua Rafael Sorphile, que teve pelo menos duas casas inundadas”, diz o coordenador da Defesa Civil de Apucarana, cabo Maurício Melo. Moradora de uma destas residências, Eliane Martins da Silva relata que sua casa foi tomada por uma água cheia de barro. “Tivemos que rapar tudo com uma enxada depois. Mas, pior seria se isso tivesse acontecido à noite. Quando chove, nem dormimos”, afirma.

O aspirante a tenente do Corpo de Bombeiros Magno Vinícius Fernandes Gonçalves lembra que os chamados durante a chuva foram tantos que o quartel central da corporação chegou a ficar vazio. “Todas as viaturas saíram para atendimento. Nestes casos, as pessoas devem acionar o socorro. A primeira coisa a fazer é esquecer os bens materiais e deixar a casa”, orienta.

continua após publicidade

Em Cândido de Abreu, o susto maior, segundo o secretário Municipal de Obras, Paulo Miguel Jarenczuck, foi ainda no domingo. Além de deixar 1.897 domicílios sem energia, as chuvas destelharam casas e derrubaram árvores. “Uma mulher que passava em um carro foi atingida e ficou ferida. Mais de 20 pessoas procuraram a Prefeitura para pedir assistência”, comenta.

Segundo o Instituto Simepar, hoje, ainda há condições para chuvas na região. O tempo deve seguir instável até quarta-feira, com pancadas de chuva e trovoadas à tarde.