Região

Mãe sai de casa e criança de 4 anos morre carbonizada

Da Redação ·

Uma fatalidade em consequência de uma negligência movimentou a Polícia Militar, a Civil, o Corpo de Bombeiros e o Intituto Médico Legal de Ponta Grossa, durante a madrugada deste sábado (26), em Castro (41 km ao norte de Ponta Grossa). Adrian Gabriel Bonfim, de apenas quatro anos de idade, morreu carbonizado durante um incêndio ocorrido em sua residência. Ele estava sozinho em casa, enquanto sua mãe, encontrava-se em um bar da cidade.

continua após publicidade

Juliane Pinheiro Bonfim, mãe de Adrian, foi presa em flagrante por homicídio com dolo eventual (quando o acusado joga com a sorte, assumindo o risco da atitude) momentos depois da fatalidade. Ela foi encontrada pela polícia num bar da cidade.

De acordo com informações do investigador Scherer, da Delegacia de Castro, Gabriel estava trancado dentro da casa. "Mesmo que ele estivesse acordado no momento do incêndio, ele não conseguiria sair do imóvel. Ele morreu carbonizado", lamentou o investigador à reportagem do Bonde.

continua após publicidade

Juliane morava com o filho na residência da rua Professor Canderoy Mainardes, na Vila Rio Branco. Ela é separada do pai da vítima e agora está presa na carceragem da delegacia, onde aguardará os mandos da Justiça.

As causas do incêndio, que consumiram grande parte da casa, por volta das 2h30, estão sendo investigadas pela Polícia Científica. Vazamento de gás pode ter sido o motivo