Região

Lunardelli vai caminhar contra o Câncer de Mama

Da Redação ·
Amanhã, é o Dia Nacional Contra o Câncer. Com a finalidade de conscientizar as mulheres sobre o perigo do Câncer de Mama, e facilitar o acesso à informação, exames e tratamento, em Lunardelli a prefeitura através da Secretaria de Saúde e APMI vai realizar uma caminhada que faz parte da campanha estadual Vamos Vestir o Paraná de Cor de Rosa.
continua após publicidade
Durante o evento, será realizada uma palestra com o tema A Importância da Prevenção e Diagnostico Precoce, ministrada pelo médico Reinaldo Silveira de Castro, após isso as pessoas vestidas com uma camiseta com o laço cor-de-rosa, que simboliza a luta pela prevenção à doença, farão a caminhada pelo centro da cidade. A presidente da APMI, Lílian Derbli de Carvalho, diz que finalidade da caminhada é fazer com que as pessoas, principalmente as mulheres, fiquem mais familiarizadas com a questão e com isso procure regularmente os Postos de Saúde para uma prevenção adequada. Queremos que as mulheres de nossa cidade tomem conhecimento sobre este problema que é o câncer de mama, e esperamos que comecem a se preocupar com a sua saúde, diz.
continua após publicidade
O evento terá início às 18 horas na Praça Comendador Geremia Lunardelli. Em todo o estado serão realizado atividades para marcar o Dia como forma de conscientizar a sociedade e alertar para a prevenção.  Câncer de Mama  O câncer de mama é provavelmente o mais temido pelas mulheres, devido à sua alta freqüência e sobretudo pelos seus efeitos psicológicos, que afetam a percepção da sexualidade e a própria imagem pessoal. Ele é relativamente raro antes dos 35 anos de idade, mas acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente.
continua após publicidade
Este tipo de câncer representa nos países ocidentais uma das principais causas de morte em mulheres. As estatísticas indicam o aumento de sua freqüência tantos nos países desenvolvidos quanto nos países em desenvolvimento. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nas décadas de 60 e 70 registrou-se um aumento de 10 vezes nas taxas de incidência ajustadas por idade nos Registros de Câncer de Base Populacional de diversos continentes. No Brasil, o câncer de mama é o que mais causa mortes entre as mulheres.