Região

DER aponta 21 pontos críticos nas estradas que atendem o Litoral

Da Redação ·

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER) concluiu, nesta quinta-feira (17), o levantamento dos danos que as chuvas causaram nas rodovias do Litoral. Foram afetados com mais gravidade 21 pontos nas PRs 340 (Antonina – Cacatu – Bairro Alto), 410 ( BR-116 – São João da Graciosa – Antonina) e 408 (BR-277 – Morretes – PR-410). O DER alerta que outros acidentes podem ocorrer até o terreno ter estabilidade.

continua após publicidade

O DER mantém todos os funcionários e equipamentos da Superintendência Regional Leste nos trabalhos emergenciais no Litoral e monitora as condições de tráfego nas estradas. O levantamento dos serviços necessários para a recuperação total será encaminhando à Coordenadoria de Construção de Obras e Intervenções, do Comitê de Emergência criado pelo Governo do Estado.

continua após publicidade

PONTOS – O DER recomenda que os motoristas tenham cuidados ao trafegar pela PR-340, que tem cinco pontos com queda de barreira, um com pista rompida e um com bueiro rompido. A rodovia dá acesso à usina hidrelétrica Governador Pedro Viriato Parigot de Souza, da Copel.

continua após publicidade

Na PR-410, são oito deslizamentos de barreiras e um de pista. A rodovia é importante por dar acesso à Estrada da Graciosa, que, no auge das chuvas, foi a única ligação do Litoral com o Estado. A PR-408 tem três quedas de barreira e problema em duas pontes. Em uma delas, sobre o Rio Sagrado, o 5.º Batalhão de Engenharia do Exército já colocou uma ponte de metal.

PORTO – Na BR-277, que liga Curitiba ao Porto de Paranaguá, o DER foi informado pela concessionária Ecovia de 11 ocorrências no sentido capital durante as chuvas: sete quedas de barreira, um bueiro erodido e três pontes comprometidas. No sentido Paranaguá, ocorreram 20 deslizamentos, com 16 quedas de barreiras e quatro com comprometimento de ponte.