Região

Bimotor faz pouso forçado em canavial de Arapongas

Da Redação ·
  Bimotor caiu em canavial de Arapongas
fonte: André Veronez
Bimotor caiu em canavial de Arapongas

Um avião bimotor caiu na tarde de ontem em uma plantação de cana-de-açúcar, na zona rural de Arapongas, próximo a PR-218. A aeronave, um Navajo modelo PA31, com capacidade para dois tripulantes e carga, havia acabado de decolar do Aeroporto Alberto Bertelli, por volta das 17 horas, quando piloto e co-piloto tiveram que fazer um pouso forçado.

continua após publicidade


De acordo com o Corpo de Bombeiros, mesmo feridos, Juliano Wolske Heckler, de 32 anos, e Jeferson Felix Garcia, 33, temendo uma explosão, saíram do local e pediram ajuda em uma estrada rural. Um carro passava pela área e ajudou a socorrer as vítimas. “O motor falhou e o piloto relatou que tentou usar o segundo motor para plainar. Ele conseguiu reduzir a velocidade e amortecer a queda no canavial”, conta o sargento do Corpo de Bombeiros, Márcio Leal de Souza.


Conforme ele, os dois tripulantes foram encaminhados ao aeroporto, onde foram atendidos por socorristas do Serviço Integrado de Atendimento de Emergência (Siate). Os paramédicos os levaram para a Santa Casa de Arapongas, que os liberou em seguida.

continua após publicidade

“Eles estavam bem, sem fraturas e ferimentos graves. Receberam atendimento médico por precaução, até por ser uma norma da Aeronáutica”, assinala.


Mais tarde, um avião ultraleve foi utilizado para auxiliar os bombeiros nas buscas da aeronave. O bimotor só foi localizado quase duas horas depois do acidente.


Segundo o Serviço de Comunicação Social da Aeronáutica, uma equipe do V Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa) já havia se deslocado ontem de Porto Alegre para investigar o caso. Os peritos, entretanto, ainda não haviam chegado aos destroços até a noite de ontem. Informações extraoficiais dão conta que a aeronave, prefixo PT-ELY, pertenceria a uma empresa de táxi aéreo de Curitiba.