Região

Paraná terá sistema estadual de monitoramento e alerta de desastres

Da Redação ·
 Na foto, o chefe da Casa Militar, Coronel Adilson Castilho Casitas e o secretário do Planejamento e Coordenação Geral, Cassio Taniguchi
fonte: AEN
Na foto, o chefe da Casa Militar, Coronel Adilson Castilho Casitas e o secretário do Planejamento e Coordenação Geral, Cassio Taniguchi

A Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Paraná promoveram, nesta quinta-feira (24), no Palácio das Araucárias, um encontro com representantes de diversas áreas do governo para discutir a criação do Sistema Estadual de Monitoramento, Alerta e Alarme de Desastres do Paraná.
 

continua após publicidade

Atualmente, vários órgãos e empresas do governo, como a Copel, Sanepar, Cohapar e Instituto das Águas, produzem pesquisas que podem contribuir para a formação de um banco de dados sobre o assunto. Segundo o secretário do Planejamento e Coordenação Geral, Cassio Taniguchi, o objetivo é estabelecer mecanismos de ordenação para que todos forneçam informações para a Defesa Civil alimentar o Sistema Estadual de Monitoramento, Alerta e Alarme de Desastres.
 

“Percebemos que as mudanças climáticas são cada vez mais constantes. Precisamos agir na área da prevenção para evitar no Paraná desastres como os que têm ocorrido no Rio de Janeiro e Santa Catarina”, afirma o secretário.
 

continua após publicidade

Para o chefe da Casa Militar, coronel Adilson Castilho Casitas, a unificação dos dados é uma iniciativa pioneira que beneficiará todos. “Cada órgão possui informações muito valiosas para a Defesa Civil. A ideia é promover uma integração entre todos para dar uma resposta à comunidade na área de prevenção”, afirma o coronel.
 

O coordenador da Defesa Civil, major Antonio Hiller, mostrou aos representantes das entidades governamentais o trabalho de mapeamento que já está sendo realizado, lembrando que esta integração vai potencializar o uso das informações e criar novas ferramentas e tecnologias de acesso a elas.
 

“Estamos buscando a excelência na produção de informações que poderão proteger o cidadão paranaense, para que os danos e prejuízos resultantes de desastres sejam diminuídos em uma escala crescente e constante”, destaca o major.
 

continua após publicidade

MAPEAMENTO – O Sistema Estadual de Monitoramento, Alerta e Alarme de Desastres do Paraná faz parte do trabalho de mapeamento das áreas de risco desenvolvido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Paraná. Ele servirá de base para ações voltadas à redução de riscos e direcionamento técnico dos zoneamentos e aglomerações urbanas.
 

Com a conclusão desse trabalho, o Estado do Paraná terá definido o panorama da localização pontual de riscos de desastres em seu território, além de contar com dados que poderão ser úteis para o desenvolvimento de políticas públicas.