Região

Arapongas reforça combate à dengue

Da Redação ·
Imagem Ilustrativa
fonte: Arquivo TN
Imagem Ilustrativa

Apesar de Arapongas registrar um índice geral de infestação de 1,02%, o Programa Municipal de Combate à Dengue, órgão vinculado ao Setor de Controle de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, não está baixando a guarda e tem tomado providências sérias, para evitar a proliferação da doença no município. Conforme a coordenação do Programa, neste ano Arapongas contabilizou 64 casos suspeitos de dengue, sendo 22 não confirmados e 41 aguardando resultado de exame. Apenas um caso importado foi confirmado até agora, de uma pessoa vinda de São Paulo, que apresentou os sintomas e já foi medicada.

continua após publicidade

Risco

continua após publicidade


Um das regiões com alto índice de risco é o Parque Industrial localizado na saída para Londrina, mais precisamente no setor abaixo da Rua Guaratinga. Com um índice de 15% de focos do mosquito transmissor da dengue, o local foi alvo de um levantamento minucioso e 46 empresas que apresentavam problemas, foram notificadas. Os responsáveis foram orientados e em caso de reincidência, serão passíveis de multa e processo através da Promotoria Pública.

Ações

continua após publicidade


Ainda conforme a Coordenação do Programa de Combate à Dengue, as equipes estão atentas aos casos suspeitos e as denúncias de residências ou locais propícios a proliferação de focos do mosquito. Os casos suspeitos de Dengue, notificados através da Vigilância Epidemiológica, são imediatamente informados para o Controle da Dengue, que faz o levantamento da região onde reside o suspeito, para posterior bloqueio e borrifação de veneno. Nos casos de locais que favoreçam a proliferação de focos, os agentes fazem a vistoria e orientam proprietários e vizinhança para manterem o alerta, pois a principal arma contra a doença continua sendo a prevenção, onde a população tem a obrigação de manter seu quintal limpo e livre de objetos, que possam acumular água.

Apelo

continua após publicidade


O prefeito Beto Pugliese pediu especial atenção da Secretaria de Saúde para este problema e reforçou o pedido de colaboração da comunidade através de ações preventivas. ”Nossos agentes estão nos bairros fazendo seu trabalho e preparados para ações emergências, mas sem a colaboração da população a tarefa fica difícil, pois o combate a dengue passa necessariamente pela conscientização coletiva”, disse.

Alerta


Ele finaliza destacando que a cidade também está em alerta contra os casos importados da doença, uma vez que Arapongas fica muito próxima de Londrina, uma cidade que está às portas de uma epidemia de dengue, onde só nos primeiros 35 dias do ano, já foram contabilizados 275 casos da doença e feitas 1.776 notificações. ”O mais preocupante seria que três pessoas teriam morrido por dengue nesta cidade próxima e isso nos leva a reforçar ainda mais os cuidados em nosso território”, concluiu.