Região

'Efeito férias' lota canil municipal de Apucarana

Da Redação ·
 Canil tenta implementar adoção com responsabilidade para evitar que cachorros doados voltem ao local
fonte: Sérgio Rodrigo
Canil tenta implementar adoção com responsabilidade para evitar que cachorros doados voltem ao local

O Canil Municipal de Apucarana mais uma vez enfrenta o problema da superlotação de animais abandonados pelos donos. Hoje são cerca de 200 animais adultos, além de filhotes. Trabalhando no limite de sua capacidade, o órgão não está recebendo mais mais animais.

continua após publicidade


Além do aumento do abandono causado pelo período - os donos saem de férias e abandonam os animais - é a frequente devolução dos cachorros doados. “Há pessoas que vão viajar e pensam que o canil é hotel. Tem cães que estão lá e que foram doados entre três e quatro vezes”, reclama o coordenador do canil, o veterinário Evandro Fermino.


Apesar da carrocinha não estar recolhendo cães, não param de chegar mais animais. “Só no dia 26 de dezembro foram 34 cães rejeitados. São pessoas que levaram ao canil”, relata.

continua após publicidade


Segundo ele, apesar de assinar um termo de compromisso alguns adotantes simplesmente abandonam os cachorros na porteira do Canil. “Acho que as pessoas não devem adotar se não têm condições de cuidar. Na ultima feira doamos cerca de 30 filhotes, mais da metade voltaram”, relata o veterinário.


O abandono dos animais na porteira do Canil, localizado na antiga Estrada do Rio Bom, nos fundos do Jardim Interlagos está irritando os moradores.


Os veterinários também deixaram de fazer a castração, para deixar esta opção aos adotantes. A castração é uma maneira de controlar a procriação e que mais animais vaguem pelas ruas.


“A adoção só deve acontecer se a pessoa tiver realmente condições de cuidar. Têm inconsequentes, que pegam e devolvem. Nós ficamos numa situação difícil, porque se não recolhemos ele é solto na rua e podem atacar alguém. Então as vezes é melhor não doar”, conta o administrador do canil municipal.