Região

Mais 248 cabos são formados pela Polícia Militar do Paraná

Da Redação ·
 A solenidade foi realizada no Quartel do Comando Geral da PM.
fonte: AEN
A solenidade foi realizada no Quartel do Comando Geral da PM.

A Polícia Militar formou, nesta sexta-feira (28), 248 cabos, sendo 130 em Curitiba e 128 no interior do estado. Os soldados, com 15 anos de trabalho, participaram do Curso Especial de Formação de Cabos. A solenidade foi realizada no Quartel do Comando Geral da PM.

continua após publicidade

“Quando você traz um policial já mais antigo para o banco escolar e faz a reciclagem, a população recebe um policial melhor preparado, tecnicamente mais moderno, principalmente com a cultura de respeito ao cidadão, de respeito aos direitos humanos, e respeito, principalmente, às necessidades de cada cidadão”, disse o comandante-geral da PM, Marco Teodoro Scheremeta.

A turma se forma pelas normas da lei estadual 15.946, de setembro de 2008. Ela prevê, entre outros benefícios, que o soldado da PM, com no mínimo 15 anos de serviço e com ótimo comportamento, adquira o direito de frequentar o curso especial de formação de cabos e a respectiva promoção. “É reconhecimento àqueles que continuam na carreira para que possam chegar a outras graduações”, afirmou o comandante-geral.

continua após publicidade

SALARIAL – Depois de promovidos, os cabos e sargentos que completarem 26 anos de serviço podem requerer 80% de diferença salarial para a graduação imediatamente superior. Aos 31 anos de serviço, eles têm direito aos 20% restantes. A lei determina ainda que esses policiais podem requerer promoção à graduação superior, garantindo salário e título na aposentadoria, quando faltarem seis meses para os 35 anos de serviço.

A formação foi realizada pela Escola de Formação de Praças (Esfaep), sediado na Academia policial Militar do Guatupê (APMG). Participaram da cerimônia autoridades civis e militares, além do presidente da Compagás Luciano Pizzatto.

continua após publicidade

CABOS - A cabo Luciana de Andrade Lima está na corporação há 20 anos. “No corre-corre do cotidiano, o policial, dentro das viaturas, não consegue oportunidade para estudar. Este curso foi a chance para muitos soldados, com 15 a 23 anos de serviço, dar um passo a mais na carreira”.

Para o cabo Manoel Gomes, há 22 anos na PM, a responsabilidade a partir de agora será maior. “Não tive essa oportunidade antes e pretendo continuar me especializando. A expectativa é de mais trabalho e com mais qualidade”.

continua após publicidade

“Durante o curso, sentimos vontade maior de estudar, de apreender mais alguma coisa, sabendo que teríamos ainda mais para oferecer à Polícia Militar”, disse o cabo Gilson Alberto Hassie.