Região

Micro-ônibus já reduzem cobradores

Da Redação ·
Doze micro-ônibus já estão em circulação no município
fonte: Delair Garcia
Doze micro-ônibus já estão em circulação no município

A substituição de parte da frota da Viação Apucarana Ltda. (VAL) por micro-ônibus já está diminuindo o quadro de funcionários da empresa, em Apucarana. De acordo com o presidente do Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários e Anexos de Apucarana (Sincravap), Laudecir Pitta, de 80 cobradores que trabalhavam para a VAL, restaram apenas 50, uma redução de mais de 30% no total de empregados no setor. “A maioria destes que saíram foi dispensada”, relata.

continua após publicidade


Ele afirma que, depois que a lei municipal que garantia uma tripulação mínima de dois funcionários nos ônibus foi revogada pelo prefeito João Carlos de Oliveira (PMDB) quatro meses depois de ser sancionada, o argumento de que os trabalhadores seriam mantidos mesmo com o fim da função dos cobradores não está sendo seguido à risca. “Ficamos desapontados. Com base na lei, a categoria chegou a aprovar que os ônibus rodassem sem cobrador até a implantação da catraca eletrônica”.


Segundo a VAL, 12 micro-ônibus já estão em circulação no município, todos sem cobradores. A coleta do dinheiro e passes dos usuários é feita pelos motoristas. Os veículos atendem sete linhas com demandas menores de passageiros.

continua após publicidade


A mudança, no entanto, não agradou a auxiliar de cozinha Edicléia Vieira. Usuária do transporte público na cidade, ela diz que a falta de cobradores nos ônibus pode gerar atrasos. “Se a pessoa tiver que pegar outro ônibus na sequência, pode perder. Além disso, o micro-ônibus vai muito cheio”, avalia.


O gerente da VAL, Enivaldo Bertazzo, contesta que os novos veículos possam gerar atrasos. “Acontece que as pessoas estão acostumadas a andar em certas linhas com o ônibus quase vazio. Mas, isso que adotamos foi apontado por um estudo feito para a área”, pontua. Ele também sustenta que os cobradores da empresa têm a oportunidade de se tornar motoristas. O remanejamento é uma preparação para uma possível implantação da bilhetagem eletrônica. Pontos com cobradores vendendo passes também devem reaproveitar esses funcionários.

continua após publicidade

Audiência após o carnaval


A diretoria da Logitrans – Logística, Engenharia e Transportes se reuniu ontem com o prefeito de Apucarana João Carlos de Oliveira (PMDB) para apresentar o plano diretor atualizado para o transporte público da cidade. Elaborado pela empresa em 2007, através de um financiamento do Governo do Estado, o estudo teve de ser refeito a um custo de R$ 141 mil ao município.

continua após publicidade


O gerente do Idepplan, José Luiz Alves Miguel, relata que correções ainda serão feitas pela Logitrans antes que a audiência pública para discutir as propostas para a licitação do sistema seja marcada. “Essa reunião deverá ser feita logo após o carnaval. Mas, o plano será publicado na internet para que os usuários o conheçam antes da audiência”, diz.

Entre as alterações a serem feitas estão as relacionadas a trajetos e digitação de nomes de linhas. Alves Miguel também salienta que a Viação Apucarana Ltda. (VAL) já começou a implantar medidas apontadas no primeiro plano diretor. “Eles estão se antecipando, por isso os micro-ônibus. Pedimos que reclamações sobre as mudanças sejam levadas ao Idepplan”, observa. l A.L.