Região

PAM prioriza atendimentos de urgência e emergência

Da Redação ·
 Consultas e demais procedimentos são realizados nas Unidades de Saúde
fonte: Profeta - Prefeitura de Apucarana
Consultas e demais procedimentos são realizados nas Unidades de Saúde

Desde outubro de 2009 um novo sistema de atendimento foi implantado no Pronto
Atendimento Municipal – PAM. A medida teve como base a otimização dos
atendimentos em situação de urgências e emergências.
 

continua após publicidade

Maria Neusa Sousa de Oliveira, diretora geral da Autarquia Municipal de Saúde,
explica que o alto número de pacientes que procuram o PAM, com casos que
podem ser atendidos nas Unidades de Saúde, acaba dificultando os atendimentos
priorizados pelo setor. “Nossa intenção é que este paciente que procura o Pronto
Atendimento, em casos de urgência e emergência, seja atendido o mais breve
possível”.


Segundo ela, no PAM, os profissionais utilizam à metodologia do “acolhimento
com classificação de risco”, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde para
serviços de urgência e emergência. “Ou seja, priorizamos os pacientes com quadros
de maiores riscos. Portanto mais uma vez esclarecemos que as prioridades são de
acordo com a gravidade e não por ordem de chegada. Os pacientes devem estar
conscientes desta decisão. É uma reformulação no atendimento e na cultura”, explica
Maria Neusa.
Na última semana, com quatro médicos, além de enfermeiras, auxiliares de
enfermagem, entre outros profissionais que estavam de plantão, o fluxo ficou
comprometido. “Muitos casos não eram urgência ou emergência. Por isso vamos
continuar com a metodologia já adotada. Os atendimentos no PAM serão realizados
mediante encaminhamento feito pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS), salvo os
atendimentos prioritários que chegam ao local”, completa.

continua após publicidade


Apoio das Unidades Básicas de Saúde e Postos
Com 26 Unidades Básicas de Saúde, 08 Postos de Apoio e 38 equipes de Saúde
da Família à disposição da população, os pacientes que necessitarem de consultas
médicas deve procurar um dos locais para atendimento. “Nossos profissionais estão
capacitados para o acolhimento e atendimento. Nas consultas realizadas na UBS,
quando necessário, são feitas às guias de encaminhamento e o paciente poderá
procurar o PAM”.


Nas UBS e Postos de Apoio, além de consultas médicas e odontológicas, os
pacientes encontram ainda procedimentos simples como inalação, vacinação,
soroterapia, entrega de medicamentos. Em outros casos, conforme avaliação
dos profissionais das Unidades de Saúde, os pacientes serão imediatamente
encaminhados ao PAM.
Para os pacientes que chegam ao PAM sem o encaminhamento, os atendimentos, se
não forem urgência ou emergência, estão sendo direcionado às Unidades de Saúde
do bairro onde moram.
Atendimentos emergênciais
Marisa Mathias Barbosa, atendente de creche, revela que todas as vezes que

procurou o PAM, foi bem atendida. “Eu não posso reclamar, pois todas as vezes que
venho aqui com a minha mãe sou bem atendida. Os médicos são bem camaradas
mesmo. O atendimento é feito na hora, é difícil ficar esperando porque ela tem o
problema do CA (câncer). Nos últimos tempos, de dois anos pra cá, melhorou 90%”.
Já Maria Cleusa Franco, diarista, destaca que o atendimento foi rápido. “O
atendimento do PAM é muito bom. Inclusive hoje, que eu “quebrei a mão” foi
rapidinho, as meninas são bem atenciosas, o médico também atendeu bem”.
O Pronto Atendimento Municipal (PAM) deverá ser procurado diretamente (sem
guia das UBS) somente em casos de:


- Ferimento com sangramento (em caso de sutura);
- Traumas;
- Dor no peito de início súbito;
- Hemorragia;
- Cólica renal;
- Dor abdominal intensa de início súbito;
- Convulsão;
- Lesões oculares;
- Picada por animais peçonhentos;
- Intoxicação exógena (por medicação, inseticidas, etc.);
- Dor de cabeça forte de início súbito e que não melhora com medicação e
- Crise asmática ou falta de ar intensa
Serviço – Informações podem ser obtidas nas Unidades Básicas de Saúde que
atendem diariamente das 07 às 17 horas.