Região

Paraná deve ser primeiro Estado a vencer a miséria

Da Redação ·

O Paraná deve ser um dos três primeiros estados a erradicar totalmente a miséria, indica estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A previsão se baseia na evolução do combate à pobreza extrema ou miséria entre 1995 e 2008.  

continua após publicidade

Segundo o Ipea, Santa Catarina (2,8%), São Paulo (4,6%) e Paraná (5,7%) têm a menor proporção de habitantes em situação de miséria – renda familiar per capita de até um quarto de salário mínimo, ou R$ 127,50 nos valores de hoje. Além disso, o Paraná é o segundo estado que mais reduziu a pobreza absoluta desde 2003 – queda de 52,2%, abaixo apenas de Santa Catarina (-61%). A pobreza absoluta se caracteriza por renda familiar per capita de até meio salário mínimo (R$255,00).  

Outra pesquisa, desta vez realizada pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), mostra que o Paraná melhora índices econômico-sociais. Em sete anos, mais da metade dos municípios conseguiram solucionar questões de emprego, renda e produção agropecuária, educação e saúde. Estes indicadores fazem parte do Índice Ipardes de Desempenho Municipal (IPDM).  

continua após publicidade

O índice varia entre 0 e 1, sendo que quanto mais próximo de 1, maior o nível de desempenho do município. O índice é classificado em quatro grupos: baixo, médio baixo, médio e alto.  

A maior parte, 203 municípios do Paraná avançou de nível entre 2002 e 2008. Em 2008, 320 municípios situavam-se na faixa de médio desenvolvimento e apenas Doutor Ulysses encontrava-se na condição de baixo desempenho. Das áreas saúde, educação, trabalho e renda, o destaque foi na área de saúde que apresentou o melhor desempenho em todo o período. Mas foi a área da educação que mais contribuiu para o incremento da média municipal.