Região

Operação Pesadelo apreende mais de oito mil anfetaminas

Da Redação ·
 A Operação Pesadelo apreendeu mais de 8 mil anfetaminas em Curitiba
fonte: Divulgação
A Operação Pesadelo apreendeu mais de 8 mil anfetaminas em Curitiba

Mais de oito mil anfetaminas foram apreendidas ontem (14) na Região Metropolitana de Curitiba, durante a Operação Pesadelo, que foi realizada simultaneamente em 21 estados para combater o consumo de drogas e estimulantes utilizados por motoristas profissionais. No Paraná, a Operação foi realizada em dois pontos da BR 116, em Campina Grande do Sul. O objetivo da Operação Pesadelo é reduzir o acesso desses motoristas a drogas conhecidas como anfetaminas ou “rebites”, que costumam ser usadas por eles para aumentar a jornada de trabalho, já que essas substâncias podem inibir o sono. A Operação teve início por volta das 17h, e no Paraná, teve o apoio da Polícia Civil de Campina Grande do Sul e do Ministério Público Estadual.
 

continua após publicidade

Entre os remédios apreendidos ontem em Campina Grande do Sul, a grande maioria (mais de sete mil) era do inibidor de apetite Desobesi, que é frequentemente usado por caminhoneiros para se manterem mais tempo acordados e dirigindo. Este medicamento é de uso controlado e só pode ser vendido a pacientes com receita médica. Além do Desobesi, também foram apreendidos mais de mil comprimidos de Cloridrato de Antepramona, outro inibidor de apetite utilizado para afastar o sono. Os policiais também encontraram aproximadamente 250 comprimidos de estimulantes sexuais.
 

Os medicamentos foram encontrados durante abordagens que aconteceram ao mesmo tempo em uma perfumaria e em uma farmácia, que funcionavam em dois postos de combustíveis na BR 116. Um homem de 39 anos, proprietário da perfumaria que funcionava no quilômetro 42, foi preso em flagrante. O estabelecimento não possui registro para comercialização de remédios. A maioria dos comprimidos foram encontrados no seu carro, um Vectra que estava estacionado ao lado do estabelecimento, e estavam em uma caixa, com características de que teriam sido adquiridos no Paraguai. Com ele também foram encontrados aproximadamente quatro mil reais, uma parte em espécie e outra em cheques. Na farmácia, que funcionava no quilômetro 30, uma mulher de 37 anos que trabalhava no local foi presa, o registro de funcionamento do local estava vencido.