Região

Saúde de Rolândia faz ação contra a dengue

Da Redação ·
 Equipes da Saúde fazem ação no cemitério
fonte: Divulgação
Equipes da Saúde fazem ação no cemitério

Os dados do último Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypit (LIRAa) realizado entre os dias 25 e 28 de outubro em Rolândia mostrou uma porcentagem 0,4% da presença das larvas do mosquito Aedes aegypti nas residências rolandenses. O índice máximo considerado pelo Ministério da Saúde é de 1%.

continua após publicidade


Mesmo com o baixo índice na cidade, a secretaria da Saúde da Prefeitura faz um alerta aos moradores. Desde janeiro deste ano, dos 616 casos notificados (suspeitos) de Dengue até agora na cidade, 108 foram confirmados.

continua após publicidade


Segundo a secretária de Saúde Tânia Aroceno, as campanhas de sensibilização da população em relação a riscos da dengue são muito importantes. “Independente do que já foi feito, se houver acúmulo de água nas casas, os locais se tornarão verdadeiros ninhos do mosquito transmissor da dengue. Não podemos descuidar”, afirmou a secretária.

continua após publicidade


Nesta semana, inclusive no dia de finados, a equipe da secretaria de Saúde de Rolândia realizou uma grande mobilização no cemitério municipal. Ao todo 19 agentes de combate à dengue realizaram a distribuição de panfletos e orientaram a população sobre a prevenção da doença.


A campanha educativa, que ocorre anualmente na cidade, tem o objetivo de conscientizar a população em relação ao armazenamento de água nos vasos de flores, já que por muitas vezes os visitantes não tiram os plásticos dos recipientes, transformando-se em pontos perigosos e passíveis ao foco de dengue, principalmente se chover.

continua após publicidade


Além da distribuição de panfletos e faixas de conscientização, os agentes distribuíram areia para os vasos. Os Agentes também realizaram uma força-tarefa no cemitério nesta quarta-feira (3). O objetivo foi retirar todo o material acumulado durante o dia de maior número de visitantes do ano.


Segundo a diretora de vigilância em Saúde Deise Tokano os trabalhos são realizados o ano todo e intensificados nos períodos de chuva e de calor. “Não podemos descuidar da dengue, precisamos da colaboração dos moradores para que sigam as orientações dos agentes de saúde. Não podemos perder a guerra contra a doença”, explicou ela.