Região

Faltam varredores de rua em Apucarana

Da Redação ·
 Na Rua Ponta Grossa, sarjeta acumula lixo próximo a ponto de ônibus
fonte: André Veronez
Na Rua Ponta Grossa, sarjeta acumula lixo próximo a ponto de ônibus

O baixo número de varredores de ruas em Apucarana, somado a falta de lixeiras e a falta de postura adequadas dos moradores faz com que a limpeza seja uma realidade distante em várias regiões da cidade.

continua após publicidade

Além do aspecto sujo de algumas vias, a maior reclamação é sobre o entupimento de bueiros no centro da cidade. A dona de casa Inês Serena, 59 anos, relata que há mais de dois anos convive com as consequências das “bocas de lobo” cheias de lixo nos arredores de sua casa, na Avenida Munhoz da Rocha. “Quando chove, vemos que a rua alaga e isso não acontece só onde eu moro”, diz. Ela comenta que, como se não bastasse encontrar resíduos nas sarjetas, há o problema do mato crescendo nas calçadas.

Com um efetivo de 30 varredores de rua, o secretário Municipal de Serviços Públicos, João Carlos Fernandes, admite que o setor necessita de investimentos. “Existe dificuldade em encontrar pessoas para trabalhar nessa área. As vagas precisam de um concurso para serem preenchidas. Na última vez que fizemos um, precisávamos de 70 operários e tivemos somente 50 inscritos”, observa.

continua após publicidade

Ele explica que, com poucos trabalhadores na limpeza das ruas, as atividades se concentram no centro da cidade e em rodízios por outras áreas. Fernandes também analisa que o problema dos bueiros depende da educação do público. “São espaços muito pequenos para entupir sozinhos com folhas acumuladas. Acontece que muita gente ainda joga lixo no chão, sendo que há lixeiras para isso”, enfatiza.

A maioria das lixeiras instaladas pela Prefeitura na cidade, no entanto, ainda está atrelada a praças no centro. Um levantamento da Tribuna mostra que, na Avenida Curitiba, entre o trecho do supermercado Condor e o Centro Norte Shopping Center, há pouco mais de 40 unidades. Mais da metade estão na região da Praça Rui Barbosa, enquanto quadras como a que abriga o Cine Teatro Fênix possuem apenas uma lixeira instalada. A diretora do Instituto de Desenvolvimento, Planejamento e Pesquisa de Apucarana (Idepplan), Lara Torres, aponta que agora melhorias estão previstas em projetos de revitalização. “Também estamos estudando licitar a publicidade nas lixeiras e implantar lixeiras para recicláveis”, antecipa.