Região

Juventude marcha contra violência

Da Redação ·
Padre Paulinho Amaral explica que Dia Nacional da Juventude terá caminhada e missa neste ano
fonte: André Veronez
Padre Paulinho Amaral explica que Dia Nacional da Juventude terá caminhada e missa neste ano

No Dia Nacional da Juventude, comemorado hoje em todo o Brasil, uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que dois de cada 10 jovens com idade entre 18 e 20 anos no País não estudam e nem trabalham.

continua após publicidade


À margem da exclusão, tanto no aspecto laboral como educacional, esta faixa etária corre o risco de entrar para o mundo do crime. Em 2001, esse público correspondia a 22,5% dos jovens, enquanto no ano passado, a 24,1%.


Com base nisso, o assessor de comunicação da Diocese de Apucarana, padre Paulo Amaral, o padre Paulinho, alerta que é preciso criar políticas públicas que tragam resultados positivos. “Isso deve se tornar mais efetivo, já que o Brasil vem tendo muitos jovens morrendo por causa do tráfico de drogas”, afirma.

continua após publicidade


Ele explica que uma marcha contra a violência deve reunir cerca de 3 mil jovens da região neste domingo. A iniciativa, que acontece em Arapongas, terá saída da Praça Mauá, às 9h30, seguindo até o Parque das Nações. No local, haverá uma missa com o bispo diocesano dom Celso Marchiori.


“Será a segunda vez em 45 anos de diocese que os jovens se encontram com um bispo”, comenta uma das coordenadoras da Pastoral da Juventude na Diocese de Apucarana, Franciele Staback.


Segundo ela, a comemoração do Dia Nacional da Juventude na região neste ano será a maior já realizada pela diocese, que compreende mais de 60 paróquias. “Isso se deve à consagração desta data, que está completando 25 anos, um jubileu de prata”, pontua.

continua após publicidade


O secretário municipal da Juventude de Apucarana, Moisés Tavares, assinala os jovens necessitam de estratégias sérias, que possam atraí-los. “Há programas, como o ProJovem Urbano e Trabalhador, que ajudam essas pessoas a estudar e a se inserir no mercado”.


Ele acredita que, no município, a construção do Centro da Juventude, iniciada ontem, possa dar novos rumos às ações voltadas à juventude. “Será um grande estímulo para o pessoal. Esperamos poder oferecer atividades culturais, esportivas e pedagógicas, além de atendimento psicológico”, comenta.


As obras devem durar 11 meses e estão orçadas em R$ 2 milhões. Apesar dos recursos junto ao Fundo para a Infância e Adolescência (FIA) já estarem garantidos há meses, Apucarana teve duas licitações desertas para a construção. Outras 30 cidades do Estado vão receber unidades do Centro da Juventude. A expectativa, segundo Tavares, é que nos próximos meses membros do Ipardes venham até Apucarana traçar um perfil da juventude local. O objetivo é preparar um plano pedagógico antes da conclusão do centro.