Região

Homem pratica assassinato e depois atira contra si em Cambira

Da Redação ·

Mais um homicídio seguido de suicídio foi registrado neste final de semana, desta feita na cidade de Cambira. Em Marilândia do Sul, há poucos dias um borracheiro matou a filha de três anos e depois cometeu ato extremo, atirando contra a própria cabeça, por não aceitar a separação da companheira.

continua após publicidade

CAMBIRA - De acordo com a Polícia Militar (PM), no início da noite de domingo (17) uma situação do gênero se repetiu em Cambira Valdecir Zani, de 46 anos, matou Poliane Cristina Saraiva, de 27 anos, com cinco tiros (dois na cabeça, abdome e braços). O homicídio aconteceu na Rua Florindo Vieira da Silva, ao lado nº 05, no centro de Cambira.

continua após publicidade

Em seguida Valdecir  fugiu em uma caminhonete D-20 branca, mas parou o veículo na Avenida Brasil, próximo a um motel na periferia de Cambira, e praticou ato extremo, atirando contra a própria cabeça. Ele morreu no local.

continua após publicidade

Segundo a polícia, Valdecir era casado e pai de três filhos, mas mantinha um relacionamento extraconjugal com Poliane, que pretendia colocar ponto final na relação. Transtornado com a situação, Valdecir matou a moça e em seguida tirou a própria vida. A polícia apreendeu a arma de fogo usada no crime.

Quando o corpo do homem era removido ao IML de Apucarana o pai adotivo de Poliane chegou armado no local e também teve um revólver apreendido. Conforme a PM, ele estava muito emocionado e afirmava que iria matar Valdecir.

continua após publicidade

IDOSA - A polícia registrou dois homicídios de cunho passional (motivado pelo ciúme, forte emoção) na região neste final de semana. Além do assassinato seguido de suicídio em Cambira, no sábado (16) à noite, uma idosa foi morta a facadas pelo companheiro. O crime aconteceu no Jardim Diamantina, na região Norte de Apucarana. O autor do assassinato foi preso em flagrante.