Mortes em rodovias federais do Paraná têm leve queda no 1º trimestre, aponta PRF - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Região

Mortes em rodovias federais do Paraná têm leve queda no 1º trimestre, aponta PRF

Foto por
Escrito por Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou uma queda discreta nos números de mortos, feridos e acidentes registrados no primeiros três meses de 2020, em comparação com o mesmo período do ano passado.

O total de mortes oscilou de 118 para 115, uma queda de 2,5%. O de feridos caiu 2,8%, de 2.035 para 1.977. E o número de acidentes também diminuiu 2,5%, de 1.809 para 1.762 ocorrências atendidas.

O balanço trimestral da PRF foi divulgado na manhã esta quinta-feira (16).

No geral, os dados apontam um quadro próximo à estabilidade quando comparados ao primeiro trimestre de 2019, apesar da redução de fluxo e de acidentes observada na segunda quinzena de março.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o fluxo de veículos, especialmente de carros de passeio, caiu significativamente a partir do último dia 16 de março. Nas duas primeiras semanas de isolamento social, os índices de violência no trânsito caíram aproximadamente à metade no estado, em relação aos dados de 2019.

O tipo de acidente em que mais houve vítimas mortas de janeiro a março deste ano foi a colisão frontal (29,6% dos óbitos), seguida por saída de pista (22,6%) e atropelamentos (12,2%). Em números absolutos, o total de pedestres mortos caiu pela metade, de 28 no trimestre inicial do ano passado para 14 este ano.

A principal causa dos acidentes fatais foi o excesso de velocidade (22,6% das mortes). Na sequência, aparecem desatenção do motorista (20%), desobediência às normas de trânsito (9,6%), desatenção do pedestre (7,8%), ultrapassagens malsucedidas (6,1%) e ingestão de álcool (5,2%).

A maioria das mortes aconteceu em trechos de pista simples (53,9%), à noite (56,4%) e com pista seca (75,6%). Quanto ao traçado, os trechos de reta concentraram 47,8% das mortes. As curvas, 31,3%. Homens representaram 72,2% dos óbitos.

Entre as 115 pessoas mortas no primeiro trimestre deste ano estão 22 ocupantes de motocicletas (19,1% do total de óbitos), 14 pedestres (12,2%) e três ciclistas (2,6%).

Ao longo de todo o ano passado, a PRF registrou o segundo menor número de mortes em rodovias federais nos últimos dez anos. Foram 500 óbitos no estado.

 
Ações de fiscalização

As equipes da PRF abordaram 1.094 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas durante o primeiro trimestre deste ano no Paraná. Outros 4,9 mil foram autuados por realizar manobras proibidas de ultrapassagem.

Em 682 abordagens, os agentes da PRF encontraram crianças que eram transportadas sem cadeirinha.

Mais de 5,3 mil veículos foram recolhidos aos pátios do órgão, por diversos tipos de irregularidades. Durante fiscalizações de veículos de carga, cerca de 2.372 toneladas de excesso de peso foram detectadas.

No Paraná, a Polícia Rodoviária Federal fiscaliza cerca de 3.824 quilômetros de malha viária.
 
Balanço de acidentes nas rodovias federais no Paraná

1º trimestre de 2020:
– 115 mortos;
– 1.977 feridos;
– 1.792 acidentes atendidos.

1º trimestre de 2019:
– 118 mortos;
– 2.035 feridos;
– 1.809 acidentes atendidos.

Fonte: PRF
 
Resumo das ações de fiscalização da PRF no Paraná
(janeiro a março de 2020)
– 1.094 flagrantes de embriaguez;
– 4.951 autuações por ultrapassagens proibidas;
– 682 crianças sem cadeirinha;
– 2.372 toneladas de excesso de peso;
– 5.330 veículos recolhidos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Mortes em rodovias federais do Paraná têm leve queda no 1º trimestre, aponta PRF"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.