Mais lidas

    Região

    Região

    Secretário de Saúde regulamenta prescrição médica por meio eletrônico

    Secretário de Saúde regulamenta prescrição médica por meio eletrônico
    Foto por Reprodução
    Escrito por Redação
    Publicado em 15.04.2020, 10:22:00 Editado em 15.04.2020, 10:32:47
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O secretário de Saúde, Beto Preto, assinou na terça-feira (14) a Resolução 482/2020 que regulamenta a operacionalização de prescrição médica por meio eletrônico. O documento foi pensado para atender a necessidade do distanciamento social do período de pandemia da Covid-19 e tem apoio do Conselho Regional de Medicina do Paraná.

    “É uma resolução histórica, um documento importante que regulamenta a prescrição médica de medicamentos de forma eletrônica nos atendimentos de telemedicina. Demos um passo à frente, o Paraná deu um passo adiante no que se refere a tecnologia e soluções que trazem dinamismo ao atendimento de cidadãos paranaenses”, afirmou o secretário da Saúde.

    COMO FUNCIONA – Uma plataforma desenvolvida pelo Conselho Regional de Medicina do Paraná foi disponibilizada para que todos os médicos registrados no Estado possam emitir de forma virtual a receita médica. O profissional acessa a plataforma com seus dados, prescreve o medicamento e assina eletronicamente a receita.

    A prescrição médica deverá conter nome do paciente, data da emissão, identificação do profissional de saúde e seu número de CRM, assinatura por certificação digital, código de autenticação documental. Essa forma de dispensação médica está permitida para prescrições de medicamentos de receita comum, antimicrobianos e de uso controlado, exceto os remédios que constam na Portaria 344/98 da Anvisa que regula medicamentos de controle especial (de receituário azul e amarelo).

    O paciente pode imprimir ou enviar online a receita para a farmácia de sua preferência. O estabelecimento deve dispor de recurso para verificar o documento, validar a receita, garantir a autenticidade, integridade e validade jurídica ao documento. Essa consulta será realizada a partir dos dados profissionais do médico, com o número de registro no Conselho Regional de Medicina do Paraná.

    A farmácia também será a parte responsável por verificar no sistema do CRM-PR se a receita apresentada já foi utilizada em outro estabelecimento. Caso a consulta apresente a utilização anterior do documento em outra farmácia, a nova aquisição será bloqueada.

    As receitas emitidas de forma eletrônicas serão válidas para farmácias públicas e privadas. Basta o estabelecimento estar validado na plataforma do CRM-PR. “Com isso pretendemos auxiliar as pessoas a evitarem e reduzirem as saídas de casa”, comenta Beto Preto.

    A Resolução 482/2020 teve apoio da Associação Médica do Paraná, do Conselho Regional de Farmácia, foi aprovada pelas equipes técnicas da Secretaria de Estado da Saúde e validada no Centro de Operações Especiais da Sesa que atua na discussão, regulação e direcionamento de ações para o enfrentamento da Covid-19 no Paraná.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Região

    Deixe seu comentário sobre: "Secretário de Saúde regulamenta prescrição médica por meio eletrônico"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.