Região

Campanha de vacinação contra a gripe é retomada em Ivaiporã

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Campanha de vacinação contra a gripe é retomada em Ivaiporã
Campanha de vacinação contra a gripe é retomada em Ivaiporã

A Prefeitura de Ivaiporã retomou a campanha de vacinação contra a gripe nesta quarta-feira (01).  O lote recebido de 2.080 vacinas está à disposição da população no Centro Municipal de Saúde (CMS). Além do Posto de Vacinação montado em espaço aberto, a vacina também é aplicada, especialmente para os idosos que têm dificuldades de locomoção, em serviço "drive thru" (sem sair do carro), em frente ao CMS, na Av. Souza Naves. 

continua após publicidade

Na segunda-feira (23), quando teve início da campanha nacional, o primeiro lote de  2.080 doses designadas para os idosos acabaram no primeiro dia. Também foi recebido 1.000 doses para aplicação nos profissionais de saúde. Na época, conforme informações do Departamento Municipal de Saúde foram imunizados 37% dos idosos que no município chega a aproximadamente 4.5 mil pessoas, e 80% dos profissionais de saúde de um total de 1.1 mil pessoas. 

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Nilza Fernandes, acredita que a maioria das pessoas do grupo prioritário serão vacinados nesta semana. “Será possível chegar a uns 80% dos idosos, mas nós ainda temos uma lote de doses para receber e deveremos alcançar a meta  no município até a próxima semana”. 

continua após publicidade

A imunização contra a gripe é considerada fundamental neste momento para que não ocorra sobrecarga na rede atendimento com casos de pacientes com infecção por Influenza e para facilitar o diagnóstico da Covid-19.

Campanha de vacinação contra a gripe é retomada em Ivaiporã fonte: Reprodução

A etapa seguinte da campanha terá início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento.

A última fase, que começa no dia 9 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.