Região

Projeto Ivaiporã Cidade Viva completa 1 ano 

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Projeto Ivaiporã Cidade Viva completa 1 ano 
Projeto Ivaiporã Cidade Viva completa 1 ano 

O projeto Ivaiporã Cidade Viva, que é mantido pela Prefeitura, por meio dos Departamentos Municipais de Cultura e Esporte, completou 1 ano. E, como não poderia ser diferente, dezenas de adeptos de aula de ritmos, com idade entre 6 e 80 anos, comemoraram os bons resultados dançando, na quinta-feira, dia 26 de setembro, no Centro Cultural da Melhor Idade. 

continua após publicidade

Na ocasião, o prefeito Miguel Amaral, diretora do Departamento Municipal de Cultura, Amanda Rafael, e a personal trainer Sabryna Trasserre – responsável pelas aulas de ritmos, deram as boas-vindas aos alunos e adeptos de ritmos, e incentivaram a continuar se exercitando e associando à alimentação saudável.

“O objetivo da Prefeitura é melhorar a qualidade de vida da população, proporcionando atividade física e incentivando as diversas modalidades esportivas, porque investir no esporte é garantir mais saúde”, defendeu Miguel Amaral.

Sabryna Trasserre observou que o projeto Ivaiporã Cidade Viva conquista cada vez mais adeptos – independente da faixa etária ou da classe social. “Significa que as pessoas se preocupam com a saúde física e mental. Afinal, o sedentarismo pode levar a um caso depressivo”, alertou Sabryna Trasserre. 

continua após publicidade

As aulas são ministradas semanalmente em Ivaiporã (Jardim Iporã, Monte Castelo e no Parque Ambiental Jardim Botânico) e nos distritos do Alto Porã, Santa Bárbara e Jacutinga.

Há 1 mês, Alice Machado começou a fazer parte do projeto Ivaiporã Cidade Viva e garantiu que não perde as aulas na Vila Monte Castelo. “Depois que iniciei as aulas não sinto mais tantas dores nas pernas, e também passei a me preocupar com a alimentação”, contou. 

Rosilaine Caetano, que reside no distrito do Jacutinga, contou que perdeu 8 quilos com aulas de ritmos e alimentação saudável. “Desde que comecei a fazer atividade física a minha vida mudou. Além de participar das aulas de ritmos, a professora Sabryna Trasserre incentiva a cuidar da alimentação e fazer caminhada”, contou Rosilaine Caetano.

De acordo com Suelen Francelise Sante, que reside em Jardim Alegre, participar do projeto Ivaiporã Cidade Viva faz bem para o corpo e mente. “Além disso, a energia da Sabryna Trasserre é maravilhosa. Por isso, parabenizo o prefeito Miguel Amaral por proporcionar a prática de atividade por meio da dança”, declarou Suelen Francelise Sante.