Saiba mais
Ver todos
    Você está em

    Região

    Homem que responde a homicídio em liberdade pede para ser preso em Londrina

  • O crime ocorreu em outubro de 2000. Foto: Reprodução RPC
    Foto por
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 06/06/2019 Editado em 06/06/2019

    Um agropecuarista condenado a 11 anos de prisão pelo homicídio de Maria Estela Pacheco, de 35 anos em Londrina, pediu à Justiça para ser preso.

    Em um documento enviado à Justiça, Janene pede que seja expedida uma Guia de Execução Provisória, que permitirá que ele se apresentasse
    voluntariamente a uma cadeia para ficar preso. Neste documento, ele pediu para começar "o quanto antes o cumprimento da pena aplicada a fim de ver quitado o mais breve possível o seu débito com a Justiça". No pedido, ele afirma que tem passado por "situação bastante penosa, sobretudo diante da demora para o inevitável início de cumprimento" da pena.

    O crime ocorreu em outubro de 2000. A professora tinha 35 anos e foi encontrada morta no pátio de um prédio no centro de Londrina. Ela estava no
    apartamento da família de Mauro, no 12° andar. Um laudo da necropsia apontou que ela já estava morta antes da queda.

    Na época, o agropecuarista chegou a ser preso por cinco dias, mas conseguiu ser solto e passou a responder ao processo em liberdade. O julgamento foi adiado várias vezes, e o juri que o condenou foi realizado em 2018.

    Mesmo com o documento enviado pelo réu, o juiz Luiz Carlos Fortes Bittencourt, responsável pelo caso, negou o pedido. Segundo o despacho,
    "do imenso desejo do réu no imediato cumprimento de pena", a lei determina que ele aguarde o julgamento de recurso pendente para que não seja
    prejudicado. O juiz também afirma que "há impossibilidade técnica na expedição da guia de prisão, com risco de ter duplicidade de registro de
    condenações". Por isso, o agropecuarista terá que aguardar em liberdade até que a Justiça autorize a prisão.

    A defesa de Janene afirmou que "isto não representa confissão de culpa nem desistência de recurso" conforme o advogado Claiton Rodrigues.

    Com informações do G1.

    AO VIVO: LIVE SOLIDÁRIA COM O CANTOR RODRIGO OLIVEIRA

    AO VIVO: LIVE SOLIDÁRIA COM O CANTOR RODRIGO OLIVEIRA

    TNTV

    AO VIVO: LIVE SOLIDÁRIA COM O CANTOR RODRIGO OLIVEIRA

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!

    Deixe seu comentário sobre: "Homem que responde a homicídio em liberdade pede para ser preso em Londrina"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

    Principais matérias