Região

30º BIMTz passará a ter blindados em 2021

Da Redação ·
 Formatura e homenagens marcaram o aniversário
fonte: Delair Garcia
Formatura e homenagens marcaram o aniversário

O 30º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMTz) de Apucarana comemorou ontem 42 anos de existência. A unidade passará por mudança de categoria de combate. O batalhão vai passar de infantaria motorizada para mecanizada.
As viaturas sobre rodas serão substituídas por blindados sobre rodas, os “Urutus”, de fabricação nacional que garantem maior poder de combate as tropas em qualquer terreno.


“Estes meios (urutus) transferem à tropa maior mobilidade, conferem proteção blindada e potência de fogo, como ação de choque dos blindados”, diz o comandante do 30º BIMTz, tenente-coronel José Roberto Soares Paes.


A mudança é uma reestruturação da 15ª Brigada de Infantaria Motorizada Militar de Cascavel, da qual o 30º BIMTz e o Batalhão de Infantaria de Foz do Iguaçu são subordinados. Os três batalhões passarão pela mudança.


O processo começa no ano que vem e só deve ser concluído até 2021. “Uma das três unidades vai receber cinco viaturas para experimentação doutrinária e capacitação de pelotão. Ao longo de um ano vamos adequar a instrução militar que passa a ser diferente”, explicou o tenente-coronel.


Ao final da transformação, em 2021, o batalhão deve ter 50 urutus na sua frota.


Neste ano, o 30º BIMTz também registra sua primeira missão internacional. Uma tropa de 34 homens está há quase dois meses em missão de paz no Haiti, país que passava por guerra civil, com pacificação gerenciada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com a contribuição do Exército Brasileiro, e que foi arrasado por um terremoto em janeiro.


“Este é um aspecto muito importante para a corporação. Com o trabalho desse pessoal nosso integrando uma tropa da missão das Organizações Unidas”, salientou o comandante militar.


Soares Paes está a frente do 30º BIMTz há dois anos. Seu período de atuação chega ao fim. Em dezembro ele transfere o comando da unidade para outro militar. “Minha participação foi curta. Vim comandar o batalhão por opção. Posso dizer que o 30º BIMTz goza de prestígio grande no âmbito da 15ª Brigada. É uma organização de relacionamento estreito com a sociedade apucaranense e com os 125 municípios da nossa área no norte do Paraná”, conta.


“O batalhão procura ser presente no cumprimento de sua missão constitucional”, pontua Paes.


O aniversário foi comemorado com uma solenidade de condecoração de militares, colaboradores, que receberam o título de “amigos do batalhão” e a apresentação do histórico da unidade militar regional. Veteranos que serviram em 1980 foram homenageados. Autoridades civis, militares e convidados prestigiaram a cerimônia

continua após publicidade