Região

Governo oficializa acordo que garante a Copa 2014 em Curitiba

Da Redação ·
 O governador Orlando Pessuti, na assinatura do termo de cooperação financeira para a Copa de 2014
fonte: Roberto Corradini-AE-Notícias
O governador Orlando Pessuti, na assinatura do termo de cooperação financeira para a Copa de 2014

Assinado nesta segunda-feira (20) em Curitiba o termo de ajuste de conduta que oficializa a viabilidade financeira para as obras na Arena do Atlético dentro das exigências do caderno de encargos da Fifa para a Copa 2014. O governador Orlando Pessuti disse que as obras no estádio não serão feitas com dinheiro público, mas com financiamento de um fundo destinado a empreendimentos que desenvolvem o Estado, desde que sejam dadas as devidas garantias. As obras devem ser finalizadas em dezembro de 2012.

continua após publicidade

“Esta parceria, que o Clube Atlético Paranaense nos permitiu fazer com o Governo do Estado e a Prefeitura, é o caminho mais certo. A criação de instrumentos como troca de potencial construtivo e execução de obras de infra-estrutura para a cidade nos criou condições para que o Atlético se apresentasse como sede da Copa. É um dia especial para os torcedores de todos os times paranaenses”, disse Pessuti.

continua após publicidade

A assinatura do acordo contou com a presença do prefeito Luciano Ducci, do presidente do Conselho Administrativo do Atlético, Marcos Malucelli, do presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, Gláucio Geara, além de representantes da Fifa, CBF, Câmara Municipal e Assembleia Legislativa.

continua após publicidade

O documento prevê que Governo do Estado repasse R$ 45 milhões ao município de Curitiba para a execução de obras. A Prefeitura irá oferecer R$ 90 milhões em potencial construtivo. A construtora contratada pelo Atlético poderá ofertar este potencial construtivo como garantia de empréstimo, que poderá ser feito pelo Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), que por sua vez poderá exigir outras garantias.

“Há estados que investirão R$ 500, 600 milhões para a construção e adequação de estádios públicos para a Copa. Na Arena, isso não será necessário. Nós investiremos em infra-estrutura urbana, que já era necessária para a população e continuará sendo útil após a Copa”, ressaltou Pessuti.

continua após publicidade

O prefeito Luciano Ducci comemorou a parceria. “Nos próximos 2 anos estaremos com o estádio revitalizado. Curitiba está recebendo a fundo perdido recursos do Estado e do Governo Federal para a infra-estrutura da cidade. Pretendemos implementar cursos de inglês, hotelaria, maior capacitação da guarda municipal, assim como já acontece com a Polícia Militar”, informou.

continua após publicidade

O presidente do Conselho Administrativo do Atlético, Marcos Malucelli, afirmou que o importante é esquecer o que foi feito e, a partir de hoje, trabalhar para a viabilização do projeto. A próxima etapa será orçar a obra da Arena. “Acredito que haja seis construtoras já interessadas”. O valor máximo estimado para as adequações do estádio e do Centro de Imprensa é de R$ 135 milhões.

FASES DE EXECUÇÃO:

continua após publicidade

de 20 de setembro de 2010 a 1º de março de 2014: realização das obrigações do Estado e Município, promovendo ações para o cumprimento das metas.

Até 31 de dezembro de 2012: cumprimento das obrigações para a realização dos jogos da Copa das Confederações FIFA 2013.

continua após publicidade

Até 02 de março de 2014: entrega das instalações para a realização dos jogos da Copa.

Abri de 2014 a agosto de 2014: operacionalização das estruturas e serviços para a realização dos jogos, acompanhamento do evento.

Setembro de 2014 a Novembro de 2014: ajustes e prestação de contas final.