Região

Tribunal do Júri se reúne e absolve réu em Apucarana

Da Redação ·
 O julgamento foi presidido pelo juiz João Gustavo Rodrigues Stolsis
fonte: Sérgio Rodrigo
O julgamento foi presidido pelo juiz João Gustavo Rodrigues Stolsis

Genésio de Moraes de 60 anos, foi absolvido em júri popular realizado na sexta-feira (27), no fórum Desembargador Clotário Portugal, na Comarca de Apucarana. De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público , Genésio foi o autor de disparos que tiraram a vida do jovem Júlio César de Almeira, de 25 anos.

continua após publicidade


O crime aconteceu em novembro de 2004, no distrito do Correia de Freitas, na região Sul do município de Apucarana.

continua após publicidade

Júlio César foi assassinado com quatro tiros, que o atingiram no rosto, ombro e abdome. Segundo o defensor do réu, advogado Laércio Luz, Genésio agiu em legitima defesa. A tese da defesa foi amplamente acatada pelos jurados.


Na acusação do júri trabalhou o promotor Walter Yuyama. O julgamento foi presidido pelo juiz João Gustavo Rodrigues Stolsis.