Região

Busca por suspeito de matar delegado no PR dura quase 24 horas

Da Redação ·
Dois suspeitos de envolvimento em morte de delegado foram mortos durante perseguição
fonte: Polícia Civil do Paraná
Dois suspeitos de envolvimento em morte de delegado foram mortos durante perseguição

A operação de busca pelo suspeito de participar do assassinato do delegado José Antônio Zuba Oliva, no Paraná, já dura quase 24 horas, segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Paraná. As buscas, que começaram na manhã de quinta-feira (26), não foram interrompidas durante a madrugada.

continua após publicidade

Cães farejadores são usados operação, realizada por cerca de 200 policiais e dois helicópteros, dos governos do Paraná e de Santa Catarina. Os acessos à região de Pirabeiraba, distrito de Joinville, foram bloqueados.

continua após publicidade

Outros dois suspeitos do crime foram mortos em um confronto com a polícia, em Joinville, na quinta-feira. Os corpos foram enviados para o Instituto Médico Legal (IML). Eles fugiam de Guaratuba (PR), onde foram localizados por um policial rodoviário em um ponto de ônibus próximo à PR-412.


Cães e helicópteros são usados na busca por suspeito de matar delegadoCrime
O delegado José Antonio Zuba Oliva foi morto durante o expediente, na terça-feira (24). Ele e mais duas investigadoras foram até um camping verificar uma denúncia de que havia um grupo armado no local. A equipe foi recebida a tiros. Um funcionário público que estava com os policiais também morreu.

Um homem foi preso logo depois do crime. Segundo a polícia, ele é fugitivo de uma delegacia de Niterói (RJ) e teria confessado participação no crime. Em depoimento, ele teria dito que o grupo pretendia realizar assaltos no litoral do Paraná.