Região

Sem-terra são baleados em conflito

Da Redação ·
O conflito em Alvorada do Sul aconteceu após reintegrações de posse ocorridas na região de Porecatu
fonte: Eliandro Piva
O conflito em Alvorada do Sul aconteceu após reintegrações de posse ocorridas na região de Porecatu

Integrantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag) entraram ontem (26) em confronto com policiais militares na praça principal de Alvorada do Sul (68 km ao norte de Londrina, na região Norte do Paraná).

continua após publicidade

Os sem-terra protestavam pelas reintegrações cumpridas na manhã desta quinta-feira (26), em três fazendas da região (Santa Lina, Canaã e Palheta). Todas são da Usina Central do Paraná, do Grupo Atala. O grupo invadiu a prefeitura de Alvorada do Sul.

continua após publicidade

Durante a negociação para desocupação do prédio, houve uma briga generalizada. Os sem-terra usaram foices, pedras e cabos de madeira. A polícia reagiu com tiros de borracha e cães de guarda. Pelo menos dez pessoas ficaram feridas.

continua após publicidade

"Houve um pequeno entrevero. Eles invadiram a prefeitura e foi solicitada a presença da Polícia. Viemos com três ou quatro viaturas. Na conversa com uma líder do movimento, eles partiram pra cima da polícia com foice, pedra, tijolo e pedaços de pau", explicou o tenente-coronel Luiz Carlos Deliberador.

No confronto, três soldados ficaram feridos e quatro viaturas apedrejadas. Integrantes do movimento também tiveram ferimentos. "Tiro de borracha, tiro de verdade, cachorro mordendo. Eles vieram com tudo. Sete pessoas do nosso movimento ficaram feridas com tiros no tornozelo e na mão", disse um integrante da Contag, que preferiu não ser identificado

continua após publicidade

A Polícia Militar prendeu Celso Damasceno, um dos líderes da Contag no Norte do Paraná. A Justiça já havia expedido um mandado de prisão contra ele.

continua após publicidade

A Polícia Militar ainda tem quatro mandados de reintegração de posso para cumprir.

continua após publicidade

A Fazenda Itaverá, em Alvorada do Sul, é ocupada por 1,2 mil pessoas ligadas a Contag. O MST ocupa duas fazendas em Porecatu, a Variante e a Santa Maria VI. O grupo também precisa sair da Fazenda Mast, em Centenário do Sul.

REINTEGRAÇÃO - O conflito em Alvorada do Sul aconteceu após reintegrações de posse ocorridas na região de Porecatu.  Na madrugada desta quinta-feira (26), cerca de 1200 policiais militares de todo o Paraná saíram do 15° BPM de Rolândia  e deram início a cumprimento de mandado de reintegração de posse em 9 fazendas na região Norte do Estado.

Policiais de Rádio-Patrulha, Canil, Cavalaria, Choque e Rone ocuparamo simultaneamente as fazendas ocupadas pelo grupo da Confederação Nacional dos Trabalhadores na agricultura (Contag) e outros grupos ligados ao sem-terra.

O trabalho deve se estende por mais três dias para evitar um possível retorno dos ocupantes.