Região

Suspeitos de matar delegado são mortos em confronto com policiais

Da Redação ·
 Movimentação ainda é grande no local
fonte: Salmo Duarte
Movimentação ainda é grande no local

Dois dos três suspeitos de terem matado o delegado de Pontal do Paraná, José Antônio Zuba de Oliva, e o servidor público, Adilson da Silva, na terça-feira (24), foram mortos na manhã desta quinta-feira (26), em troca de tiros com policiais militares de Pirabeiraba, em Santa Catarina.

continua após publicidade

Um policial rodoviário estadual, do posto do balneário Coroados, em Guaratuba, circulava com uma viatura, quando percebeu três homens em um ponto de ônibus, próximo da PR-412. Desconfiado, resolveu fazer a abordagem. Ao descer da viatura, o trio atirou contra o policial, que conseguiu se esconder atrás de árvores. Ele revidou os tiros e conseguiu balear um dos suspeitos.

continua após publicidade

Os bandidos conseguiram chegar à viatura e fugir em direção a Garuva (SC). Imediatamente após a fuga, o policial comunicou o ocorrido e várias equipes policiais passaram a perseguir os foragidos. No caminho para o estado vizinho, o trio abandonou o carro da Polícia Rodoviária Estadual e parou um Astra prata. A motorista do veículo, de 60 anos, foi feita refém e obrigada a dirigir para o grupo.

continua após publicidade

Um helicóptero da PM catarinense localizou o carro e atirou contra ele. Com os tiros, os foragidos pararam o veículo, que logo foi cercado por viaturas da Polícia Militar. Outro tiroteio foi iniciado. Neste confronto, dois deles foram mortos e o terceiro, já ferido no confronto anterior, fugiu a pé. A motorista do carro também foi baleada e está internada no Hospital São José, em Joinville, em estado grave.

Com os indivíduos, foi encontrada uma sacola de armas, entre elas uma pistola da Polícia Civil, que pode ser do delegado morto. A polícia a busca pelo terceiro bandido.