Região

Apucarana atinge meta na 'segunda dose' contra a polio

Da Redação ·
 Foram imunizados contra o vírus da poliomielite, mais de 95% das 8.170 crianças da cidade
fonte: Edson Denobi
Foram imunizados contra o vírus da poliomielite, mais de 95% das 8.170 crianças da cidade

Assim como aconteceu na primeira etapa, realizada em junho, o Departamento de Viligância Epidemiológica da Autarquia de Saúde de Apucarana conseguiu imunizar pela segunda vez, contra o vírus da poliomielite, mais de 95% das 8.170 crianças do município com menos de cinco anos de idade. “Já no dia “D” da campanha nacional, realizada no último sábado, imunizamos 88,7% da meta”, lembra a enfermeira Maria Neusa Souza de Oliveira, diretora-geral da AMS.

continua após publicidade


Com o tema “Não vai esquecer a segunda dose, hein?”, a campanha nas demais cidades do Paraná, por orientação do Governo Estadual, prossegue até a próxima sexta-feira, dia 27. “Aqui já atingimos a meta, mas as crianças que por ventura ainda não foram imunizadas, podem e devem ser levadas aos postos de saúde, independente do dia, para receberem a dose”, destaca Maria Neusa.
A enfermeira Gelcy Marchini, coordenadora da Vigilância Epidemológica, reforça o pedido. “A vacina é a forma mais eficaz de prevenirmos esta doença altamente infecciosa e contagiosa. Todas as crianças dentro da faixa etária exigida devem ser imunizadas, independente da campanha estar ou não em vigência”, frisa Marchini.

continua após publicidade


Sobre a vacina – Oferecida gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a vacina contra a paralisia infantil é administrada via oral, em gotas, e está disponível durante todo o ano nos postos de saúde para a imunização de rotina. Pelo calendário básico de vacinação, os bebês devem receber a vacina aos dois, quatro e seis meses. Aos 15 meses, as crianças recebem o primeiro reforço. Porém, é importante que todas as crianças menores de cinco anos (de 0 a 4 anos 11 meses e 29 dias) tomem as duas doses da vacina durante a Campanha Nacional, mesmo que já tenham sido vacinadas anteriormente. A poliomielite é uma doença infecto-contagiosa grave. Na maioria das vezes, a criança não morre quando é infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada e transmitida por um vírus (o poliovírus) e a contaminação se dá principalmente por via oral.


Outras informações 3422-5888 ou ainda pelo portal www.apucarana.pr.gov.br.