Região

Família de bebê levado de maternidade diz que vai acionar hospital

Da Redação ·
 Conforme o pai do bebê, Linconl Fernandes, o fato não “pode passar impune”
fonte: André Veronez
Conforme o pai do bebê, Linconl Fernandes, o fato não “pode passar impune”

A família do pequeno Nicolas, sequestrado na Maternidade do Hospital da Providência em Apucarana na quarta-feira (11) à noite, disse hoje (13) que entrará com uma ação indenizatória na Justiça contra o estabelecimento de saúde.

continua após publicidade
continua após publicidade

Conforme o pai do bebê, Linconl Fernandes, o fato não “pode passar impune”. O recém-nascido foi encontrado quase 20 horas depois em Cambé. O bebê foi levado do hospital pela auxiliar de enfermagem Marlene Miranda de Lima, de 40 anos. Ela e uma filha adolescente, residentes em Mauá da Serra, foram detidas pela Polícia Civil.

“Não vai ficar barato. Ele voltou, mas e se não voltasse? Meu advogado disse que aguardará o relato de mais algumas testemunhas e depois entrará com uma ação de indenização. Nossa família ficou muito abalada com tudo o que aconteceu”, disse.

continua após publicidade

Na manhã desta sexta-feira (13), o bebê e a mãe, Thais Braga da Silva Henriques, 26, receberam alta e foram para casa.