Região

Apucaranense é preso com 51 kg de maconha

Da Redação ·
O carro, com placas de Apucarana, entrava no Paraná com mais de 51 kg de maconha quando foi abordado pela polícia
fonte:
O carro, com placas de Apucarana, entrava no Paraná com mais de 51 kg de maconha quando foi abordado pela polícia

Policiais da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) e do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce), ambos de Cascavel, com o apoio dos Policiais Rodoviários Federais de Alto Paraíso, município que faz divisa com Mato Grosso do Sul, apreenderam, na noite de sábado (31), mais de 51 quilos de maconha. Durante a operação, comandada pelo delegado Carlos Daniel dos Reis, foram detidos um adulto e um adolescente. Segundo a polícia, o garoto assumiu a responsabilidade pela droga e disse que receberia cerca de R$ 2 mil pelo transporte.

continua após publicidade

Os policiais do Nurce e da Denarc realizavam operações para impedir a entrada de drogas no Paraná, quando avistaram um Monza na BR-487, em Alto Paraíso. O carro, com placas de Apucarana, entrava no estado quando foi abordado pela polícia. Alexandre Pitta Mourinho, 24 anos, conduzia o veículo e tinha como acompanhante um adolescente, de 17 anos. “Quando os policiais perguntaram o motivo da viagem, Mourinho ficou nervoso e se contradisse”, explicou o delegado Reis.

continua após publicidade

Ainda segundo a polícia, depois de alguns questionamentos a dupla admitiu que levava maconha. “Durante as buscas no veículo encontramos, entre as portas dianteiras e o compartimento traseiro do carro, cerca de 81 tabletes de maconha enrolados em fita adesiva, que pesaram 51,28 quilos”, acrescentou o delegado. Os dois foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e conduzidos à delegacia de Xambrê, que fica a 40 quilômetros de Alto Paraíso, cidade pertencente à comarca daquele município.

continua após publicidade

Na delegacia, o adolescente assumiu a responsabilidade pela droga e confessou que foi contratado, na sexta-feira (30), por uma pessoa de Apucarana, para buscar a droga em Mundo Novo (MS). Segundo o delegado, o adolescente disse que, em um posto de combustível, uma pessoa pegou o veículo e voltou com a droga dentro do automóvel. “Ele confirmou que o veículo era dele e receberia R$ 2 mil pelo serviço”, disse o delegado.

Mourinho, que reside em Apucarana, contou à polícia que foi convidado pelo adolescente para dirigir o veículo e, como iria até aquela região para vender umas camisetas, aceitou o trabalho. A polícia não acredita nessa versão e investiga se a droga seria revendida na região Norte do Paraná. “As operações de combate ao tráfico de drogas estão sendo realizadas constantemente pela Denarc. Mais uma vez evitamos que grande quantidade de droga chegasse ao seu destino”, concluiu o delegado Reis.

continua após publicidade

INVESTIGAÇÃO - O delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, Gabriel Junqueira, acredita que os 51 quilos de maconha apreendido na fronteira seriam vendidos em Apucarana e cidades da região. "Recebemos uma informação que está sendo checada e o denunciante informou que os dois detidos foram contratados por um traficante que age em Apucarana para trazerem a droga até a cidade. Determinei que uma equipe da 17ª SDP trabalhe intensivamente no caso e oderemos ter novidades em breve sobre esse caso", frisa Junqueira.