Região

Nove quilômetros duplicados na BR-376 serão entregues em dezembro

Da Redação ·
Governo do Paraná entrega em dezembro nove quilômetros duplicados na BR-376.Curitiba-.Foto: Jorge Woll/DER Foto: JorgeWoll.
Governo do Paraná entrega em dezembro nove quilômetros duplicados na BR-376.Curitiba-.Foto: Jorge Woll/DER Foto: JorgeWoll.

As obras de duplicação da BR-376, entre Mandaguaçu e Nova Esperança, na região Noroeste, começam a ganhar forma. A previsão é entregar em dezembro nove quilômetros, de um total de 22 quilômetros, de pistas duplas. A obra é uma parceria do Governo do Paraná e a concessionária Viapar. A obra vai beneficiar 50 mil pessoas por dia. Ao longo da rodovia há várias frentes de trabalhando fazendo serviços de terraplanagem e aplicação de massa asfáltica. Cerca de 30% dos serviços total da obra já foram concluídos. 

continua após publicidade

“A duplicação é aguardada há anos pela população. Com ela os usuários terão segurança e conforto. Já autorizamos a duplicação do trecho seguinte até Paranavaí, que está em fase de projetos”, afirma o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho. Além dos 22 quilômetros de duplicação, serão construídos cinco passagens em desnível em Mandaguaçu, duas em Nova Esperança e duas em Presidente Castelo Branco, seis retornos em nível e vias marginais. A previsão de conclusão da obra é dezembro de 2016. 

INVESTIMENTOS – São várias frentes trabalhando em duplicações nas rodovias do Estado. Na região Noroeste está em andamento as duplicações, entre Campo Mourão e Floresta, na PR-317 (53 quilômetros); entre Jandaia do Sul e Apucarana, na BR-369 (11 quilômetros). Também em obras as duplicações, entre Ponta Grossa e Apucarana, na BR-376 (220 quilômetros); entre Piraí do Sul e Jaguariaíva, na PR-151; e de Matelândia ao acesso a Ramilândia (5,3 quilômetros), Londrina e Cambé, PR-445 (17,2 km). 

continua após publicidade

Já foram entregues a duplicação de 14 quilômetros entre Matelândia e Medianeira (BR-277), o contorno de Campo Largo (BR-277), com 11 quilômetros de pistas duplicadas, e o contorno de Mandaguari, também com 11 quilômetros. Também foram concluídos os primeiros 11 quilômetros da duplicação da PR-445 e a duplicação entre Maringá e Paiçandu (quatro quilômetros).