Região

PM apreende um motorista sem habilitação a cada dois dias

Da Redação ·
O proprietário de veículo que entrega a direção para alguém sem habilitação paga multa de R$ 574,61 (Foto/Ivan Maldonado)
O proprietário de veículo que entrega a direção para alguém sem habilitação paga multa de R$ 574,61 (Foto/Ivan Maldonado)

Um dos atos infracionais mais cometidos por menores de idade na região de Ivaiporã tem sido o descumprimento de uma norma básica de trânsito, dirigir sem habilitação. Dados divulgados nesta semana pela 6ª Companhia Independente da Polícia Militar (6ª CIPM) referentes ao primeiro semestre de 2015 mostram que a cada dois dias, um veículo é apreendido sendo conduzido por pessoa não habilitada. No total, foram apreendidos 91 motoristas sendo que cerca de 80% são adolescentes.  No mesmo período, pelo menos dois menores de idade da região se envolveram em acidente gravíssimo.

continua após publicidade

Em março na rodovia que liga Grandes Rios a Ribeirão Bonito um adolescente de 16 anos morreu após colidir a moto que ele pilotava com uma Fiat/Palio.  Dois meses depois na rodovia PR 272 no KM 232, próximo ao trevo de Cruzmaltina um rapaz de 16 anos que conduzia uma moto Honda teve o pé amputado numa colisão frontal com uma camionete.

O comandante da 6ª CIPM, major Laércio Sagatti, diz que a PM está preocupada com a situação e por isso tem intensificado a fiscalização coibindo essas ações. “O pior é que muitas vezes o menor dirige com a autorização dos pais. Por isso, estamos encaminhando esses procedimentos ao fórum para que eles também sejam responsabilizados”. 

continua após publicidade

Sagatti que espera que os pais fiscalizem mais seus filhos adolescentes. “Por ainda não terem o temor e a paciência que vem com a maturidade, a maioria dos adolescentes trafegam em alta velocidade realizando manobras perigosas,  colocando em risco a vida deles, dos pedestres e de outros motoristas”, comenta o comandante da 6ª CIPM.

A maior frequência de motoristas flagrados dirigindo sem habilitação tem siso na zona rural.  “Por morarem em áreas mais afastadas, eles têm aquela noção que a Polícia Militar raramente se faz presente e na verdade acaba sendo um engano. Nós estamos constantemente nos distritos e sempre acabamos nos deparando com essas pessoas dirigindo irregularmente”, completa Sagatti.

Infração gravíssima

continua após publicidade

O soldado Yuri Malanowski, responsável pelo setor de trânsito da 6ª CIPM explica que o motorista que é flagrado conduzindo veículo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação paga multa de R$ 574,61. “Além disso, o veículo deverá ser entregue a alguém habilitado, ou fica apreendido”.

O proprietário de veículo que entrega a direção para alguém sem habilitação também pagará multa de R$ 574,61, além de ganhar sete pontos na carteira. “No caso de reincidência o proprietário do veículo terá ainda a carteira cassada de imediato”, explica Malanowski.

Caso o condutor seja habilitado, mas não esteja com a carteira no momento da abordagem, responderá pelo artigo 232. A multa para esse tipo de infração é de R$ 53,21 e três pontos na carteira. O veículo fica retido até a apresentação do documento