Região

Excesso de chuva afeta a produção das lavouras no Vale do Ivaí

Da Redação ·
A perda na produção do trigo mais concentrada em áreas onde ocorreu chuva de granizo (Foto/Ivan Maldonado)
A perda na produção do trigo mais concentrada em áreas onde ocorreu chuva de granizo (Foto/Ivan Maldonado)

O excesso de chuvas em julho, interferiu na produção das lavouras na área da regional da SEAB de Ivaiporã. O tempo chuvoso afetou a qualidade do café, milho e trigo. O clima também contribui para o aumento na incidência de doenças nas plantas.

Segundo o agrônomo do Deral de Ivaiporã, Sergio Carlos Empinotti, os danos para o milho é em média de 2% da produção das áreas em fase de colheita. “Há também perdas na qualidade dos grãos. A umidade nas espigas que estavam madurando com período chuvoso pode originar maior incidência de grãos ardidos”, explica Empinotti.

A perda na produção do trigo mais concentrada em áreas onde ocorreu chuva de granizo.  Na região de Lidianópolis e Borrazópolis cerca de 1 mil hectares de lavouras foram atingidas pelo fenômeno climático e as perdas somam em torno de 2% da área abrangida.

Nas áreas de cultivo de café, principalmente em Grandes Rios, Lidianópolis, Jardim Alegre e Ivaiporã, os produtores também tiveram prejuízo. Segundo o Deral a previsão inicial de colheita de 4,3 mil toneladas do produto deve ser reduzida. “Antes da chuvarada havia pelo menos 1.5 mil toneladas de grãos prontas para serem colhidas Deste total, cerca de 20% caíram da planta por conta do excesso de chuva e também dos ventos sendo enterrados ou levados pela enxurrada”, destaca Empinotti.

O acúmulo de água também atrai os fungos, o que fez aumentar os custos de produção com o uso de fungicidas. “A expectativa é uma estiagem maior para que os produtores possam retornar o controle de combate às doenças”, completa Empinotti.

continua após publicidade