Região

​Ladrões fazem reféns durante roubo no BB e Sicredi de Borrazópolis

Da Redação ·
"Cordão humano" de reféns durante assaltos em Borrazópolis: sensação de "impotência social"
"Cordão humano" de reféns durante assaltos em Borrazópolis: sensação de "impotência social"

Um grupo de bandidos fortemente armados (fuzis) invadiu a agência do Banco do Brasil situada Praça da República, na área central de Borrazópolis, na tarde desta terça-feira (14), fez dezenas de reféns e roubou o dinheiro que estava no cofre. Uma agência da cooperativa de crédito Sicredi na cidade também foi assaltada simultaneamente. Dezenas de pessoas que estavam nas duas unidades foram feitas de refém e obrigadas a formar cordões humanos para evitar a ação dos policiais.

continua após publicidade

Foto: O Junior Dias e o Pézinho, da Nova Era Whats

continua após publicidade


Os policiais militares de Borrazópolis chegaram no local e houve registro de troca de tiros com os bandidos. Em seguida os ladrões fugiram em um veículo cinza, um Hyunday I 30 prata ou cinza, com placas de São Paulo, e possivelmente também um Vectra - as informações não chegaram a ser confirmadas - , tomando o rumo da cidade de Faxinal. Um vigia foi levado como refém amarrado no no capô do carro. Os dois foram liberados na entrada da cidade. O montante roubado ainda não foi informado.

Um grande aparato policial foi acionado para tentar capturar os bandidos. Um dos carros - o Hyunday - foi abandonado no carreador de uma propriedade rural na beira da Rodovia do Milho. Até por volta das 18h30 ninguém havia sido preso.



Leia mais na edição de quarta-feira (14) da Tribuna do Norte