Região

Após reunião, MST encerra manifestação em Jardim Alegre

Da Redação ·
Uma comitiva com cerca de 30 manifestantes se reuniram com a prefeita Neuza Pessuti (Foto/Ivan Maldonado)
Uma comitiva com cerca de 30 manifestantes se reuniram com a prefeita Neuza Pessuti (Foto/Ivan Maldonado)

Cerca de 200 manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), moradores do Assentamento 8 de Abril que estavam acampados em frente a Prefeitura de Jardim Alegre desde a segunda-feira (6), encerraram as manifestações em na tarde de ontem.

continua após publicidade

A decisão pelo encerramento ocorreu após a reunião da prefeita Neuza Pessuti (PMDB) e os secretários municipais com a comitiva dos manifestantes. A reunião que aconteceu na Câmara de Vereadores teve início às 13 horas e só foi encerrada por volta da 17 horas.

Durante a reunião, os representantes dos assentados voltaram a falar das condições da estrada e do atraso na confecção de dois projetos para a construção de quatro pontes e a readequação de 20 quilômetros de estradas, que serão construídas com recursos do INCRA.

continua após publicidade

A prefeita Neuza Pessuti confirmou que os serviços para a confecção dos projetos serão licitados no próximo dia 15. Com relação aos problemas de manutenção nas estradas, Neuza diz que já havia combinado com os coordenadores, que os maquinários, caminhão, patrola, pá carregadeira e o rolo compactador seriam enviados ao assentamento assim que os trabalhos na estrada rural da comunidade de Sarandi fossem concluídos. “Estamos concluindo o trabalho na Sarandi na sexta-feira e na próxima semana, os maquinários serão enviados ao assentamento”, completou Neuza.

Com relação a outras reivindicações, tais como, o transporte escolar que é terceirizado e os alunos reclamam da falta de segurança, a prefeita informou que será realizada uma vistoria e caso seja identificado irregularidades a empresa será notificada.