Região

Preso homem que vivia há quatro anos com o nome de outra pessoa

Da Redação ·

Policiais da delegacia de Fazenda Rio Grande, Região Metropolitana de Curitiba, prenderam na manhã desta quinta-feira (08) um homem que se fazia passar por outra pessoa há quatro anos. De acordo com o delegado Maurício Souza da Luz, Nilton César de Souza Francisco, 39 anos, abriu contas em bancos e registrou duas filhas, usando outra identidade. Ele é condenado pela Justiça, em Maringá.
 

continua após publicidade

Há quatro anos, Nilton trabalhava como garçom em um bar de Curitiba, quando encontrou os documentos de um homem chamado Sandro (o sobrenome não será divulgado para preservar a vítima). Nilton Francisco ficou com os documentos e conseguiu tirar a segunda via da certidão de nascimento. A partir daí retirou os demais documentos, com o nome de Sandro. “Ele se casou, abriu contas em bancos, registrou as duas filhas, de 3 anos e 1 ano”, explicou o delegado.
 

Há alguns dias, o verdadeiro Sandro, que morava em Santa Catarina, veio para o Paraná e tentou transferir seu título de eleitor, mas descobriu que isso já foi feito uma vez, por alguém que o havia transferido para Fazenda Rio Grande. Sandro avisou a polícia, que começou a investigação.
 

continua após publicidade

Nilton Francisco disse à polícia que perdeu a verdadeira identidade e, por isso, assumiu aquela, que achou por acaso. A mulher dele está cooperando com a polícia, pois desconhecia a verdadeira identidade do marido.
 

Na delegacia, os policiais descobriram que, em 1995, em Maringá, Nilton Francisco foi condenado a quase 3 anos de prisão por lesões corporais graves e furto qualificado. Para o delegado, possivelmente era por isso que ele se passava por Sandro.
 

Com sua prisão, o mandado de prisão por aqueles crimes foi cumprido. Ele foi autuado por falsidade ideológica, falsa identidade e estelionato. Nilton César está detido na delegacia de Fazendo Rio Grande.