Região

Liberados R$ 2,9 milhões para o aeroporto de Maringá

Da Redação ·

O Aeroporto de Maringá vai receber recursos de R$ 2,9 milhões para ampliação do pátio de estacionamento de aeronaves. Segundo o secretário do Planejamento e Coordenação Geral, Allan Jones dos Santos, o investimento faz parte do convênio entre os governos federal e estadual. “Ajustamos o orçamento para atender esta importante obra, que vai beneficiar Maringá e região. O governador Orlando Pessuti já assinou decreto liberando os recursos”, informou Jones.

continua após publicidade

O aeroporto é administrado pela prefeitura da cidade e é autossuficiente, cobrindo todos os custos com a arrecadação das taxas de embarque, de operações e permanência das aeronaves e de locação de espaços. No ano passado, o aeroporto de Maringá foi o terceiro que mais cresceu no País, atrás somente dos aeroportos de Viracopos, em Campinas (SP), e de Navegantes, em Itajaí (SC). O terminal, segundo dados da Infraero, é o maior aeroporto mantido por prefeitura do Sul do País, à frente inclusive de outros da região Sudeste, e serve todo o noroeste do Paraná, com mais de 120 municípios. A média mensal de embarques e desembarques deste ano está em 35 mil pessoas, com previsão de 420 mil até o final do ano.

No ano passado, o aeroporto foi homologado para cargas internacionais e vem recebendo voos de Miami, principalmente com material de informática importados por empresas da região. Os voos regionais são os mais procurados pelos passageiros, que circulam entre Maringá, Curitiba e São Paulo, com ramificações para outras 15 localidades do País. Segundo dados da Prefeitura de Maringá, o número de pousos e decolagens no aeroporto cresceu 36,40% no ano passado, se comparado a 2008. Também foi registrado aumento de 47,1% no número de passageiros, passando de 217 mil, em 2008, para 319 mil, em 2009.

continua após publicidade

MELHORIAS - Durante encontro com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e dirigentes da Infraero, em abril, o Pessuti discutiu os investimentos que o Governo Federal vai realizar nos aeroportos do Paraná, beneficiando o turismo e o transporte de cargas no Estado.

Jobim tinha informado que o Ministério da Defesa vai instalar no Aeroporto Afonso Pena, instalado em São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba), o aparelho ILS3, que serve de localização do piloto em relação à pista. O aeroporto paranaense será o primeiro da América Latina a contar com o equipamento de localização por radar, por registrar mais ocorrências de atrasos e cancelamentos de voos por falta de visibilidade. O equipamento deve ser instalado no próximo ano.

Além desse equipamento, o Ministério da Defesa prevê investimentos de R$ 73 milhões, que serão feitos até 2013, no Afonso Pena. Entre as obras previstas estão a ampliação do terminal de passageiros e da área de manobras dos aviões, melhorias na infraestrutura das pistas e a construção da terceira pista para pousos e decolagens.