Região

Bandidos matam casal em Mauá da Serra; Veja vídeo

Da Redação ·
Próximo ao local do crime diversas cápsulas de projéteis estão espalhadas pelo chão - Foto: Delair Garcia
fonte:
Próximo ao local do crime diversas cápsulas de projéteis estão espalhadas pelo chão - Foto: Delair Garcia

Um crime brutal chocou moradores de Mauá da Serra durante a noite desta segunda-feira (01). Por volta das 21h30min quatro bandidos abordaram o carro de uma família, no momento em que chegavam em casa no Assentamento Novo Mundo (zona rural) e dispararam vários tiros contra o veículo.

continua após publicidade

O carro era um Chevette, de cor Chumbo – placas BFI-6128 – que ficou inteiro marcado por tiros. Segundo o Sargento Valdir Alves, da PM de Mauá da Serra, as marcas no carro eram de tiros de revolveres, pistolas e também espingardas calibre 12.


(Próximo ao local do crime, ainda hoje, havia diversas cápsulas de projéteis pelo chão - Foto: Delair Garcia)

No carro, estavam cinco pessoas, da mesma família. O casal Adir Proença, de 37 anos, e Cinéia Martins da Silva, de 33 anos, morreu devido aos disparos. Havia um menino de três anos no colo de Sinéia que foi atingido com um tiro no ombro. Outros dois meninos de 11 e 14 anos estavam no banco de trás, mas não foram atingidos. Segundo informações de testemunhas, Adir chegou a ser tirado do carro, pela porta lateral, e em seguida atiraram várias vezes com ele fora do carro. 


(O carro foi bastante atingido por todos os lados - Foto: Delair Garcia)

continua após publicidade

Para tentar fugir, o menino de 14 anos, que estava no banco de trás, assumiu a direção do carro e deu ré no veículo, por alguns metros, em seguida correu, junto com as outras crianças, de 3 e de 11 anos, em direção a um matagal.

Após efetuar os disparos, os bandidos fugiram tendo rumo ignorado. A criança, de 3 anos, ficou bastante ferida e precisou ser encaminhada para o Hospital da Providência, em Apucarana. Até a tarde desta terça-feira (02) ela havia recebido alta. “Até o momento não sabemos ainda a motivação do crime, mas estamos verificando situações que podem ter motivado a execução”, cita o Sargento Valdir Alves, da PM de Mauá da Serra. "Sabe-se que Adir tinha passagem pela polícia, por crimes de receptação, mas a princípio, não há relação entre o crime e essa execução da noite anterior", contou Divonsil Lourenço Rosa, escrivão da Delegacia de Mauá da Serra.

Parentes das vítimas, ainda nesta manhã, estavam bastante perplexos e sem entender os motivos do crime. "Ele era agricultor, muito trabalhador, tinha uma caminhonete onde fazia alguns fretes... Fazia negócios, era uma pessoa bem vista na cidade. A mulher dele também, era comerciante, tinha um salão de beleza. Os dois eram muito corretos, não entendo porque isso ocorreu", comentou Benedito Antônio dos Santos. Segundo Antônio, Adir morou há vários anos em Apucarana, era também uma pessoa conhecida no município. Na cidade, ele foi funcionário da empresa Femac Lajes e Pré-moldados. 

Os corpos de Adir e Cinéia até a tarde de terça-feira (02) estavam em uma funerária de Mauá da Serra, com previsão de liberação, para a capela mortuária, às 17h30min de hoje. A previsão do enterro dos dois era às 10h da manhã de quarta-feira (03).