Região

Arapongas: assaltantes agem em praça de pedágio

Da Redação ·
Arapongas: assaltantes agem em praça de pedágio
fonte: Divulgação
Arapongas: assaltantes agem em praça de pedágio

Quatro homens armados praticaram roubo, no final da noite de ontem (18), na praça de pedágio da concessionária Viapar situada na BR 369 (Rodovia Mello Peixoto), na divisa dos municípios de Arapongas e Rolândia.

continua após publicidade

Wihmontes Machado de Oliveira Junior, chefe operacional da praça de pedágio, relatou que os ladrões levaram dinheiro dos guichês, mas não detalhou o montante.

continua após publicidade

Em seguida os criminosos tomaram de assalto o veículo Crysler placas FAM-2233, que era conduzindo por José Alberto Lopes Cavichioli, de 47 anos, residente na cidade de São Carlos, no Estado de São Paulo.

continua após publicidade

De José os ladrões roubaram ainda pertences pessoais, um celular Motorola, uma pasta preta,notebook Sony Vayo, câmara fotográfica Sansung, uma mala de viagem cheia de roupa, talão de cheques, cartão de credito do banco Unibanco e documentos pessoais do paulista.

OUTRAS VÍTIMAS - Segundo a professora Melina Tatiana dos Santos, 28 anos, toda a ação foi muito rápida, e os assaltantes estavam  agressivos. Ela se encontrava no banco do passageiro de um Gol, que era conduzido pela professora Neide Biodere, 46 anos, que aguardava para pagar tarifa. Neide teve roubados a bolsa, com todos os documentos pessoais, cartões bancários, R$ 500 e um computador.

continua após publicidade

Ela disse que havia policiais na praça de pedágio no momento do assalto, mas eles não agiram no momento. Ela declarou que eles informaram que a atitude foi tomada “para evitar que eles nos pagassem de refém”.

continua após publicidade

Depois que os bandidos fugiram, os policiais perseguiram os assaltantes e houve troca de tiros. “Ouvi uns quatro tiros, o que aumentou ainda mais a tensão",detalhou.

A professora também reclamou uam suposta falta de segurança no pedágio. “Dou aula em Apucarana e faço este trajeto toda semana, e nunca vi um segurança no local. Pagamos para ser assaltadas. Foram momentos de muito medo. Eles poderiam ter nos matado.”

A Polícia Militar de Arapongas relatou que os policiais que estavam na praça de pedágio eram civis e não pertenciam à delegacia da cidade. O veículo roubado foi encontrado na manhã desta sexta-feira (18) abandonado em um bairro, o que aumenta na PM a suspeita de que os assaltantes seriam de Arapongas.

VIAPAR - A assessoria de imprensa da Viapar informou que o montante levado pelos assaltantes ainda não foi calculado e que está contribuindo com a investigação da polícia. Conforme a empresa, este foi o segundo assalto registrado naquela praça de pedágio neste ano.

De acordo com a Viapar, os colaboradores vítimas do assalto receberam atendimento psicológico e de médicos da empresa. A assessoria informou que a mesma assistência foi oferecida os motoristas que foram assaltados.