Região

Advogado teria sido mandante de incêndio em Mandaguari

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Advogado teria sido mandante de incêndio em Mandaguari
fonte: Foto: Arquivo - Mandaguari Online
Advogado teria sido mandante de incêndio em Mandaguari

Anderson Assis Rodrigues da Silva, 22, conhecido como “Mãozinha”, confessou ser o autor do crime e afirmou diante da imprensa que recebeu R$ 2 mil para incendiar o estabelecimento "Rosa confecções" na cidade. O crime foi registrado em 18 de Abril.

continua após publicidade

Mãozinha disse que recebeu os R$ 2 mil do advogado Carlos Massaiti Higuti, que esta sendo considerado foragido da Justiça, conforme declaração do investigador Claudio Farias. Ainda segundo o investigador, consta nos autos que mãozinha recebeu o dinheiro após o ocorrido, das mãos próprio advogado, nos fundos do escritório de advocacia do acusado.

Mãozinha, que continua preso, foi detido no dia 1º de maio em sua residência, no Jardim Social, deu esclarecimentos na delegacia diante do delegado, seu irmão e de dois advogados, representantes da OAB e Defensoria Pública.

continua após publicidade

O mandado de prisão contra o advogado foi expedido às 19 horas de segunda-feira (5). Uma equipe da Polícia Civil acompanhado do promotor local  foi até a residência dele mas sua esposa  informou  que ele estaria em viagem a Curitiba.

Já no início da noite desta terça-feira (6) Higuti se apresentou na Delegacia de Polícia de Mandaguari. Ele se encontra agora à disposição da Justiça.