Região

Vigilância Sanitária fecha 3 estabelecimentos em Ivaiporã

Da Redação ·
Fiscais passaram por 8 estabelecimentos comerciais| Foto: Ivan Maldonado
fonte:
Fiscais passaram por 8 estabelecimentos comerciais| Foto: Ivan Maldonado

Uma Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) interditou ontem em Ivaiporã três estabelecimentos comerciais por irregularidades no funcionamento. A equipe que é coordenada pelo Ministério Público conta com integrantes do Corpo de Bombeiros, da Vigilância Sanitária (Visa), da Polícia Militar, da Polícia Civil e fiscais do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e da prefeitura de Ivaiporã. A equipe fiscalizou oito estabelecimentos comerciais das 9 às 16 horas. Entre os locais interditados estão duas padarias no centro da cidade e um açougue na Vila Nova Porã. 

De acordo com o promotor Renato Santos Sant’Anna uma das padarias foi lacrada por questões de higiene tanto na área de produção quanto na área de comercialização, além de outras irregularidades. “Na parte de comercialização encontramos teia de aranha marrom e muita sujeira atrás do freezer, além dos equipamentos exigidos pelo Corpo de Bombeiros não estarem presentes.

Por conta disso, foi fechada para que essas modificações sejam realizadas”. Sant’Anna relata ainda que a área de panificação do estabelecimento lacrado tem um nível alto de sujeira e deverá levar um tempo maior para ser reaberta porque demanda de muito mais esforços para regularização.

Em outra padaria, a equipe lacrou a área de panificação. No local, os fiscais encontraram fezes de ratos e, segundo o promotor, a área só será liberada após dedetização e limpeza completa do local. No açougue lacrado na Vila Nova Porã, o proprietário não tinha o alvará para o funcionamento e nem o certificado de vistoria do Corpo de Bombeiros, também foram encontrados no local 12 quilos de carne suína clandestina. 


PREVENÇÃO
Segundo Sant´Anna, as operações têm um caráter preventivo para a saúde da população e vão ocorrer em dias alternados. No último mês já foram realizados outras duas Aifus quando foram lacrados parcialmente uma padaria e dois bares. 

“Todos já retornaram as atividades depois que fizeram as adequações necessárias. O nosso objetivo não é reprimir, mas sim prevenir irregularidades para que Ivaiporã cresça mais com qualidade”, comenta o promotor. 

continua após publicidade